26 de jan de 2015

25 de jan de 2015

CORINTHIANS ENEA CAMPEAO DA COPINHA JRS (2015).25/01/2015

Gobbi lembra os títulos pelo Corinthians e lamenta: 'Estou doente, preciso me tratar'
Presidente do Corinthians deixará o cargo no próximo dia 7 de fevereiro, data da eleição no Parque São Jorge. Isolamento marca o fim do seu mandato
LANCEPRESS! - 25/01/2015 - 17:17

Mario Gobbi deixará o cargo no dia 7 de fevereiro (Foto: Ale Cabral/LANCE!Press)

Mário Gobbi encerra seu mandato como presidente do Corinthians no próximo dia 7, quando haverá eleição no Parque São Jorge para definir o novo mandatário até fevereiro/2018. Um fechamento de ciclo angustiante para o delegado de polícia, que se isolou no poder e perdeu apoio de quase todos seus companheiros de chapa.

Após o Corinthians enea campeão da Copa São Paulo de juniores, na manhã deste domingo, no Pacaembu, Gobbi concedeu entrevista e não escondeu a angústia do seu atual momento. Em tom de desabafo, o quase ex-presidente enumerou as conquistas do Timão sob seu comando e revelou um estado de saúde que preocupa seus familiares.

- São três anos como diretor de futebol e três títulos (Série B, Estadual e Copa do Brasil). Depois, três anos como presidente, cinco títulos (na verdade, quatro, já que o Brasileiro-11 foi no fim da gestão de Andrés). Ao todo, no futebol, seis anos, oito títulos e dois vices. Tá na hora de sair, de ir para casa e cuidar da minha vida. O que eu podia fazer pelo Corinthians eu já fiz, o ciclo terminou e cada um tem que saber o momento certo - afirmou Gobbi, que ainda completou:

- Estou muito cansado, desgastado, doente, preciso me tratar. Minha saúde debilitou bastante, minha família sofreu muito, e eu não reclamo, porque eu quis. É o preço, eu fiquei seis anos, só pensei no Corinthians, agora vou pensar na minha vida e viverei um outro mundo, fora do futebol, quero sair do futebol, sair da política do Corinthians - lembrou o mandatário, em entrevista reproduzida pela ESPN Brasil.

Gobbi aproveitou para cutucar o ex-presidente Andrés Sanchez que, em diversas entrevistas, criticou a postura do atual comandante em contratações, dispensas, entre outros assuntos.

- Acho que ser ex-presidente é ser um cardeal, uma honraria, você tem que honrar esse cargo muito e depois é ficar no silêncio. Se precisarem de uma ajuda, estou às ordens, mas no dia a dia, fica no passado - afirmou, num claro recado ao ex-presidente.

Por fim, questionado se pensou em abandonar o cargo em algum momento, Gobbi assegurou que isso nunca passou pela sua cabeça.

- Nunca pensei em sair antes, porque ia me sentir um derrotado, tinha que ir atá o fim e contra muita gente dentro do Corinthians que remou contra mim. O mundo sabe disso, mas já passou. Deus é mais forte que tudo isso. O Senhor é meu pastor, me guia e me conduz. Me deu essa missão, estou dizendo para ele nos próximos dias: 'Pai, a missão foi feita, e a vida segue'. E eu tenho uma profissão, sou delegado de polícia há 35 anos, volto para ela, para minha classe que eu amo tanto - finalizou.











Timão pode ter até 14 pratas da casa no time profissional em 2015
Tite deverá promover o zagueiro e capitão Rodrigo Sam, o volante Marciel, o meia Matheus Cassini e o atacante Gabriel Vasconcelos, que se destacaram na Copinha

Bruno Andrade - 25/01/2015 - 15:31

Juniores chamaram atenção de Tite (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)



O Corinthians poderá ter até 14 jogadores revelados pelo próprio clube no elenco profissional desta temporada. Embalados pelo título da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o zagueiro e capitão Rodrigo Sam, o volante Marciel, o meia Matheus Cassini e o atacante Gabriel Vasconcelos,, deverão ser promovidos pelo técnico Tite, que acompanhou in loco a vitória alvinegra por 1 a 0 na final em cima do Botafogo-SP, neste domingo, no Pacaembu.


O quarteto fará companhia ao lateral-esquerdo Guilherme Arana, ao zagueiro Pedro Henrique e ao atacante Gustavo Tocantins, que também participaram da campanha vitoriosa do Timãozinho na Copinha deste ano e já fazem parte do elenco principal desde o ano passado.



Corinthians é campeão da Copinha jrs




















Corinthians é campeão da Copinha jrs 2015 (Foto: Miguel Schincariol/ LANCE!Press)




O meia paraguaio Gustavo Viera, autor do gol do título do Brasileirão Sub-20 no fim do ano passado, também vive a expectativa de ser promovido. Atualmente, ele está defendendo a seleção do Paraguai na disputa o Sul-Americano da categoria, no Uruguai.

Além deles, Tite tem à disposição no grupo alvinegro os também pratas da casa Matheus Vidotto (goleiro), Zé Guilherme (goleiro), Fagner (lateral-direito), Yago (zagueiro), Matheus "Pirulão" Pereira (meia) e Malcom (atacante). Atualmente, o Corinthians tem 31 jogadores no elenco profissional.











Capitão exalta felicidade, mas não sabe se irá subir no Corinthians
Zagueiro Rodrigo Sam levantou o terceiro caneco pelo alvinegro e disse que não sabe se irá ser promovido ao profissional. Osmar Loss foi campeão pela primeira vez na Copinha


LANCEPRESS! - 25/01/2015 - 14:34

Corinthians ficou com o título da Copinha (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Depois de ficar fora da semifinal contra o São Paulo, o zagueiro e capitão do Corinthians, Rodrigo, participou da grande decisão neste domingo, contra o Botafogo-SP, no Pacaembu. Após a vitória por 1 a 0, o jovem defensor enalteceu o título - o terceiro dele pelo Timão - e disse que ainda não sabe se irá ser promovido ao elenco profissional do Alvinegro. O jogador não escondeu a felicidade ao levantar o caneco da Copinha.

- Emoção muito grande conquistar três títulos no Corinthians em um curto espaço de tempo. Ainda não sei se vou ser incorporado ao elenco profissional, pois estávamos focados na Copinha - declarou o beque.

Contratado em setembro de 2013 pela diretoria do clube paulista para ser o treinador da categoria sub-20, Osmar Loss, por sua vez, agradeceu a confiança depositada pela cúpula alvinegra. O comandante disse que os garotos estão preparados para treinar com os profissionais. Em 90 jogos comandando o Timão, o técnico teve apenas cinco derrotas.

- Dia muito especial. Sempre quis conquistar a Copa São Paulo de Futebol Júnior e hoje o Corinthians está me proporcionando isso. Não existe jogador pronto. Jogador está empre em formação, independente da idade - encerrou.









Maior campeão da Copinha, Timão tem histórico de promoções ao profissional
Edu Gaspar, Gil, Fernando Baiano, Elton, Jô, Abuda entre outros foram algumas joias do Corinthians que já conquistaram a Copa São Paulo de Futebol Júnior
Lucas Bachião - 25/01/2015 - 13:45
Timão conquistou o nono título na Copinha (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Depois de bater o Botafogo-SP na manhã deste domingo por 1 a 0, o Corinthians levou o nono título da Copa São Paulo de Futebol Júnior da sua história. Com a conquista, o Timão ampliou ainda mais a vantagem em número de taças sobre os rivais. O Fluminense vem logo atrás dos paulistas, tendo levantado o caneco cinco vezes. O Alvinegro faturou o titulo da Copinha em 1969, 1970, 1995, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012 e 2015.

Algumas promessas alvinegras se destacaram na competição e chegaram a vingar pelo clube, enquanto outros não deram certo, mas foram emprestados para outras equipes do futebol brasileiro. Em 1999, o Timão venceu o Vasco, e jogadores como o lateral-esquerdo Kléber, o volante Edu Gaspar e os atacantes Ewerthon, Gil e Fernando Baiano subiram para o profissional.

Desses, Edu e Kléber não atuam mais. Atualmente, o ex-volante é gerente de futebol do Timão. Já Kléber defendeu o Figueirense em 2014, mas rescindiu o contrato com o clube catarinense e anunciou a aposentadoria em seguida. Ewerthon, Gil e Fernando Baiano continuam jogando. O primeiro jogou no Atlético Sorocaba, o segundo jogou no ABC-RN e o terceiro passou pelo Mogi Mirim no ano passado.

Em 2004, o Corinthians derrotou o rival São Paulo na decisão. O goleiro Júlio César, o lateral-esquerdo Fininho, o volante Nilton, o meia Rosinei e os atacantes Bobô, Abuda e Jô se destacaram no campeonato e foram promovidos à equipe principal. O arqueiro defende hoje o Náutico, o ala joga no Metalist Kharkiv (UCR) e o volante foi récem-contratado pelo Internacional. Abuda está no Tokyo Verdy (JAP), Bobô atua pelo (Kayserispor - TUR) e Jô segue no Atlético-MG desde 2012.

No ano seguinte, o Corinthians faturou a Copinha pela sexta vez após vencer o Nacional-SP. O lateral-esquerdo Bruno Bertucci, o volante Bruno Octávio e os meia Elton e Ronny surgiram como joias e opções para o time profissional. Bertucci disputará o Paulistão deste ano pela Portuguesa, o volante defende o Marcílio Dias (PR), Elton está Al Fateh (SAU) e Ronny defende as cores do Herta Herlim (ALE).

O hepta em 2009 veio em cima do Atlético-PR. A garotada do Terrão que se acabou sendo promovida para o profissional foi formada pelo volante Boquita e o meia Lucas Sasha. O volante chegou a rodar em várias equipes do país, mas atualmente está no Marília. Já Sasha atua no Hapoel Aviv (ISR).

O último título corintiano conquistado antes deste domingo aconteceu quatro anos mais tarde, após vitória sobre o Fluminense. O goleiro Matheus Vidotto, o zagueiro Marquinhos, o lateral-esquerdo Denner, o volante Gomes, os meias Giovanni e Matheusinho e o atacante Douglas Tanque participaram do oitavo título do Timão e se destacaram no torneio.

O arqueiro continua treinando no alvinegro com os profissionais. O zagueiro Marquinhos defende o PSG, da França, e o lateral-esquerdo defendeu o Boa Esporte em 2014. O volante Gomes e o meia Matheusinho atuaram no ano passado pelo Guaratinguetá. Giovanni disputou a Série B pela Portuguesa, enquanto o Douglas atuou pela Ponte Preta, tendo conquistado o acesso para a Série A do Brasileirão deste ano.




Autor do gol do título da Copinha diz que não esperava que a bola entrasse
Maycon foi o herói da conquista do Corinthians no Pacaembu, neste domingo. Do outro lado, goleiro enaltece campanha do Botinha e pede desculpa aos torcedores por falha

LANCEPRESS! - 25/01/2015 - 13:36

Maycon comemora gol decisivo (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

Após a conquista da Copa São Paulo de Futebol Junior, neste domingo, com a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP, o meio-campista Maycon, do Corinthians, tentou explicar o gol que garantiu o nono título do Timão na história da competição. O próprio jogador admitiu que não esperava que a finalização terminasse dentro das redes:

- Chutei forte, vi que o goleiro estava um pouco adiantado, não esperava que a bola fosse entrar - disse Maycon, que anotou o gol de canhota já no segundo tempo da decisão.


Um dos destaques da final deste domingo, Maycon já pensa em receber uma chance de treinar com o elenco profissional do Timão, comandado pelo técnico Tite.

- A gente trabalha para isso, e se tiver oportunidades no profissional, vou agarrar todas as oportunidades que surgir pela frente - completou.

Do outro lado, Talles pediu desculpas pela falha, que foi crucial para determinar o resultado do jogo. Apesar disso, o goleiro preferiu enaltecer a boa campanha feita pelo Botafogo.

- Fizemos uma campanha muito boa. Agradeço a presença da torcida do Botafogo na final aqui no Pacaembu e peço desculpas aos torcedores pela minha falha - disse.










Após ser eneacampeão da Copinha, Corinthians deve promover quatro jogadores aos profissionais
25/01/2015 às 15:44 por Pedro Venancio





Após a vitória do Corinthians sobre o Botafogo-SP por 1 a 0 e ser pela nona vez campeão da Copinha, o Corinthians deve promover quatro jogadores ao elenco profissional. O atacante Gabriel Vasconcelos, um dos artilheiros do torneio com oito gols, é um deles. Os outros são o meia Matheus Cassini, o volante Marciel e o zagueiro Rodrigo Sam.


Técnico da base do Corinthians campeão: 'Estamos em um patamar que dificilmente irão alcançar'

O Corinthians campeão da Copa de Futebol Júnior, com uma vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP na manhã deste domingo, é mais uma taça para o currículo do técnico do Corinthians, Osmar Loss. O gaúcho levou a equipe alvinegra a três troféus em cerca de dois meses, e exaltou seu trabalho na base do clube do Parque São Jorge.


"É uma sensação inexplicável...", disse Loss, antes de ser interrompido pelo presidente do Corinthians, Mário Gobbi, que fez questão de lhe dar um longo abraço e felicitar o treinador pelo trabalho "irretorquível".

"Eu comentava ontem com os meninos que o que nós fizemos é uma coisa muito difícil no futebol. Conquistar três títulos em 60 dias, culminando com a conquista de maior expressão da base no Brasil, é algo fora de série", exaltou o gaúcho.

"A gente se colocou em um patamar na base no Brasil que dificilmente irão nos alcançar", completou o campeão.

Os três títulos em questão são os do Paulista sub-20, do Campeonato Brasileiro sub-20 e o da Copinha, vencidos em um espaço de aproximadamente dois meses, entre o final de 2014 e o início de 2015.

Osmar Loss também disse não deve haver pressa para subir os garotos da equipe sub-20 para o elenco profissional, já que os próprios atletas pediram chance ao técnico Tite após o apito final no Pacaembu.

"Isso tem que acontecer de forma tranquila. O tite e a comsissão técnica estão acompanhando bem a base, mas sabem que, quando precisarem, usarão esses garotos no momento adequado", afirmou.
















Corinthians lucra 1 milhão com venda de jogador que formou
Meia ëverton Ribeiro está sendo vendido por 9 milhões de euros (aproximadamente 26 milhões de reais), os 4% que o Timão tem direito renderão ao clube cerca de R$ 1,04 milhão.







5/1/2015 às 15h31
Timão pode ter até 14 pratas da casa no time profissional em 2015

O Corinthians poderá ter até 14 jogadores revelados pelo próprio clube no elenco profissional desta temporada. Embalados pelo título da Copa São Paulo de Futebol Júnior em cima do Botafogo-SP, neste domingo, no Pacaembu, o zagueiro e capitão Rodrigo Sam, o volante Marciel, o meia Matheus Cassini e o atacante Gabriel Vasconcelos, conforme o LANCE!Net revelou na última sexta-feira, deverão ser promovidos por Tite.

O quarteto fará companhia ao lateral-esquerdo Guilherme Arana, ao zagueiro Pedro Henrique e ao atacante Gustavo Tocantins, que também participaram da campanha vitoriosa do Timãozinho na Copinha deste ano e já fazem parte do elenco principal desde o ano passado.

O meia paraguaio Gustavo Viera, autor do gol do título do Brasileirão Sub-20 no fim do ano passado, também vive a expectativa de ser promovido. Atualmente, ele está defendendo a seleção do Paraguai na disputa o Sul-Americano Sub-20, no Uruguai.

Além deles, Tite tem à disposição no grupo alvinegro os também pratas da casa Matheus Vidotto (goleiro), Zé Guilherme (goleiro), Fagner (lateral-direito), Yago (zagueiro), Matheus Pereira (meia) e Malcom (atacante).


































Maycon, autor de gol do Corinthians em jogo do título, dá volta por cima e supera lesão
SERGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS

Maycon foi a estrela do Corinthians no título da Copa São Paulo

Nessa mesma altura do ano passado, o Corinthians apostava mais em Maycon do que Malcom. O futuro, no entanto, prega suas peças. Foi assim com o herói do nono título alvinegro da Copa São Paulo de Futebol Júnior, neste domingo. Enquanto que o seu ex-companheiro e atacante deslanchou entre os profissionais, ele acabou sofrendo uma lesão grave no joelho e ficando afastado dos gramados por cerca de sete meses.


A redenção veio na vitória de 1 a 0 sobre o Botafogo de Ribeirão Preto, no Pacaembu.

Em um chute despretensioso, da zona intermediária, o segundo volante de 17 anos contou com a contribuição do goleiro adversário Talles em um ‘frangaço' para deixar para trás todas as memórias amargas do ano passado.

O caçula corintiano na Copa São Paulo dá a volta por cima depois uma temporada depois.

"Tive uma contusão que me deixou fora de ação durante esse período. Consegui me recuperar bem, voltei entre o fim de outubro e início de novembro, me preparei e fui com o time para o Brasileiro Sub-20 em Porto Alegre", afirmou o personagem do dia, em entrevista coletiva.

Com contrato até setembro de 2016, Maycon fica na expectativa agora por uma chance entre os profissionais.

O técnico Tite esteve no Pacaembu para acompanhar a partida.

Natural de Itaquera, o volante canhoto passou pela Portuguesa antes de desembarcar no Corinthians.

"Tenho seis anos aqui. A gente trabalha na base para chegar ao profissional. É o principal objetivo", disse.

O caminho foi encurtado neste fim de semana.




























Desfalque na final, meia corinthiano campeão da copinha, Matheus Cassini, chora e reconhece erro
Publicado em 25/01/2015, 14:33
GAZETA PRESS

Ao lado de Tocantins, o meio-campista foi desfalque na decisão da Copinha

No gramado do Pacaembu, em meio à festa corintiana pela conquista do nono título da Copa São Paulo de Futebol Júnior, uma cena destoava: o meia Matheus Cassini, suspenso da final por causa do segundo amarelo na semifinal, chorava intensamente. O garoto, que marcou cinco gols ao longo da campanha, não escondia a frustração por ter ficado de fora da decisão contra o Botafogo de Ribeirão Preto.


"Serve como aprendizado. É claro que queria estar em campo, mas não foi possível. Mas, como aqui é um grupo, fiz questão de dar força ao meu companheiro, o Marcinho, que iria entrar no meu lugar. Falei para ele: "entra e faça o que você sabe que tudo vai dar certo", afirmou.

Cassini é uma das principais promessas alvinegras.

O meio-campista é, inclusive, acompanhado de perto pelo Atlético de Madri, interessado em seu futebol.

Ele ficou de fora da final após se estranhar com o adversário Matheus Reis, do São Paulo, na semifinal e trocar cusparadas.

"Fiquei chateado com o que aconteceu, não tive cabeça para aguentar as provocações e agi da maneira errada. Reconheço o erro, sou novo e vou trabalhar isso", disse.

Matheus Cassini está entre os cotados para ter uma chance nos profissionais. O técnico Tite esteve no Pacaembu neste domingo acompanhando a decisão.
















25/01/2015, às 16:24

Quarteto que se destacou e foi eneacampeão pelo Corinthians da Copinha deve ser promovido por Tite

Com isso, elenco do Timão contará 14 jogadores vindos da base alvinegra


Por Paty Monah

O zagueiro e capitão Rodrigo Sam, o volante Marciel, o meia Matheus Cassini e o atacante Gabriel Vasconcelos devem estar com os dias de juniores contados. O técnico Tite, treinador da equipe principal, esteve no Pacaembu na manhã deste domingo para acompanhar a final da Copinha, vencida pelo Corinthians e deve promover os atletas mencionados.

Sendo assim, eles se juntarão a Guilherme Arana (lateral-esquerdo), Pedro Henrique (zagueiro) e Gustavo Tocantins (atacante), que também atuaram pela base, mas já fazem parte do plantel principal desde o ano passado.

Outro com boas chances de promoção é Gustavo Viera, que atualmente serve a seleção do Uruguai, no Sul-Americano da categoria.




Além deles, Tite já conta com Matheus Vidotto e Zé Guilherme (goleiros), Fagner (lateral-direito), Yago (zagueiro), Matheus  Pereira (meia) e Malcom (atacante). Dessa forma, seriam 14 os pratas da casa no plantel.






















Corinthianos eneacampeões da Copinha jrs
Goleiros: 1-Caíque França, 12-Raphael e 22-Luan;
Laterais:  2-Léo Príncipe, 6-Guilherme Arana e 14-Ruan;
Zagueiros: , 4-Rodrigo Sam,13-Rafael Augusto; 20-Lucas Balardin, 3-Pedro Henrique
Volantes: 8-Marciel,  23-Maycon, 30-Marcio, 15-Murilo e 5-Paulo Cesar;
Meias: 7-Marcinho, 11-Matheus Cassini, 10-Matheus Vargas, 16-Rodrigo e 18-Yan;

Atacantes: 29-Carlos, 25-Fabrício, 17-Gabriel Vasconcelos, 9-Gustavo Tocantins e 21-Lauder;








25/01/2015 17h59

Corinthiano Maycon supera lesão grave e vira herói do título da Copinha
Volante, que está no Corinthians há seis anos, tem várias convocações para seleções de base e ficou sete meses parado em 2014 após romper ligamento cruzado do joelho


Por Pedro Venancio




Em março de 2014, Maycon certamente não imaginava que a final da Copinha seria como foi para ele. O autor do gol da vitória por 1 a 0 que garantiu o título corinthiano não sabia sequer quando voltaria a jogar futebol. Apenas sentia dor. Rompera o ligamento cruzado do joelho esquerdo, e ficou por um longo tempo parado. Sete meses ao todo, até voltar no início de novembro do ano passado. O volante de 17 anos, nascido em Itaquera, aprendeu cedo o que é a dar a volta por cima.

Chutei para arriscar, e sabia que era difícil sair um gol dali. Mas na infelicidade do goleiro a bola entrou
Maycon

O bairro que hoje abriga a Arena Corinthians foi também cenário dos primeiros chutes de Maycon. Ele começou no Clube dos 30, equipe amadora. Logo foi para a Portuguesa, onde ficou por um ano. No Corinthians, já são seis temporadas, nem sempre atuando no meio-campo. Quem revela a versatilidade do jogador é Agnello Gonçalves, coordenador técnico da base do Timão.


- O Maycon é um atleta muito técnico e muito comprometido sem a bola. Por entender bem o que acontece no jogo, já jogou conosco de primeiro e segundo volante, de meia e também de atacante. Além disso, é muito profissional e focado. Sabe o que quer - analisa Agnello.
Maycon, que em 2013 acumulou diversas convocações para a Seleção sub-17, atuou normalmente como primeiro volante na Copinha e marcou um gol contra o Rio Branco, do Acre, na primeira fase. Deu também uma assistência, com um passe de três dedos para Matheus Vargas abrir o caminho da vitória do Corinthians sobre o São Paulo por 3 a 0. Além do gol do título neste domingo. Lance que descreve com timidez.


- Chutei para arriscar, e sabia que era difícil sair um gol dali. Mas na infelicidade do goleiro a bola entrou - conta o jogador, que correu para vibrar com a torcida na comemoração e deu um abraço emocionado nos companheiros que o alcançaram, mas se mostrou inibido diante dos microfones da entrevista coletiva.

Maycon festeja o gol do título no Pacaembu: momento de glória para o garoto do Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)

Maycon se diz frequentador da Arena Corinthians. E não fica em cima do muro sobre qual posição prefere, em vez de dar a resposta padrão "Jogo onde o treinador quiser".


- Prefiro atuar como segundo volante, mas hoje foi muito bom, porque eu e o Marciel revezamos na função - afirmou o jogador.







Perguntado sobre quais garotos poderiam subir para o time profissional
do Corinthians, treinador Osmar Loss diz: "Não existe jogador pronto"


Por SporTV.com



O Corinthians derrotou o Botafogo-SP, por 1 a 0, neste domingo, no Pacaembu, e conquistou o seu 9º título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ao final da partida, ainda no calor da comemoração, o técnico do Timão, Osmar Loss, foi questionado sobre quais jogadores estariam prontos para ingressar no elenco profissional da equipe alvinegra. Segundo o treinador, os jogadores estão sempre em formação. E essa postura foi elogiado pelos comentaristas

- Não existe jogador pronto. Jogador está sempre em formação, está sempre em crescimento, sempre em evolução independente da idade - disse o técnico campeão.


O raciocínio foi analisado por Wagner Vilaron, que considera importante o aprendizado tanto dos garotos vencedores e também para os derrotados do Botafogo-SP.


- Não existe ser humano pronto. Estamos todos sempre em evolução e no futebol não é diferente, mas bem legal a linha de raciocínio, a filosofia do Osmar (...) Isso faz parte da vida da gente também. Então lidar com esse momento de empolgação do lado do Corinthians com a vitória ou tristeza de um certo desapontamento do Botafogo, mas tirar proveito das duas situações isso faz parte do aprendizado ainda mais na situação de Copinha como esta - disse.



O discurso de evolução constante também foi lembrado pelo comentarista do SporTV, Juliano Belleti, que destaca a importância de o atleta nunca se acomodar.

- Mais importante do que ele pensar isso é o próprio jogador ter essa consciência de tentar estar sempre evoluindo, mesmo sendo campeão, mesmo chegando aos profissionais, nunca se acomodar. Isso pode fazer desse atleta um grande jogador - concluiu.


O lance que garantiu o título para o Corinthians aconteceu aos 21 minutos do segundo tempo. Em um chute despretensioso de Maycon, Talles tentou segurar, mas a bola passou por cima das mãos do goleiro do Botafogo de Ribeirão Preto e foi parar no fundo das redes. Com isso, o Timão se isolou mais ainda em número de títulos. São nove contra cinco do Fluminense, que é o segundo colocado.


Escalações

Corinthians: Caíque França, Léo Príncipe, Rafael Augusto, Rodrigo Sam e Guilherme Arana; Maycon, Marciel, Matheus Vargas (Pedro Henrique) e Marcinho (Lauder); Yan (PC) e Gabriel Vasconcelos. Técnico Osmar Loss

Botafogo-SP: Talles, Giovani (Carlos), João Neto, Caio Ruan e Mayc; Tulio Souza (Daniel Oishi), João Vitor, Alex e Wesley; William (Eric) e Isaac. Técnico: Rodrigo Fonseca.

Renda: R$ 505.655,00
Público pagante: 33.015
Público total: 36.083
Local: Pacaembu, São Paulo
Arbitro: Thiago Luis Scarascati

Corinthians derrota o Botafogo-SP por 1 a 0 e leva seu 9ª título da Copinha (Foto: Marcos Ribolli)
SAIBA MAIS




Osmar Loss: ''Torcida corinthiana gosta de um time vibrante''

15h13 25/01/2015 - Departamento de Formação de AtletasAgência Corinthians

© Rodrigo Coca/Agência CorinthiansAlém da Copinha, Osmar Loss conquistou o Brasileirão e o Paulista com o Timão


Após superar o Botafogo-SP por 1 a 0 no Pacaembu, pela final da Copinha, o Corinthians conquistou seu nono título do torneio. Em entrevista coletiva, o treinador Osmar Loss falou da importância de vencer o campeonato para os jogadores.

"Eu acredito que na realidade a conquista de uma competição de base, ela serve para expor esses meninos ao grande público. Porque a gente tá acostumado a ver todos os dias, quem convive no departamento de base tá acostumado a vê-los. Porque eu acho que esta exposição pode sim ajudar, principalmente quando ela vem alicercada com conquista ou em várias conquistas como é o caso deste time", disse.

Osmar Loss também afirmou que a equipe alvinegra possui as características que a torcida corinthiana gosta. "Eu sei a característica do que o torcedor corinthiano gosta de ver em seus atletas. Não só na base, mas como no profissional também. Todo time, mas em especial a torcida corinthiana gosta de um time aguerrido, de um time vibrante, de um time competitivo", falou.

"E a gente desde a chegada ao Corinthians tentou implantar esta filosofia. De não aceitar quando o resultado não é aquele que a gente deseja. De buscar constantemente e continuamente dentro do jogo e dentro da temporada resultados que são aqueles que se esperam, de vitória, de evolução individual, de evolução como equipe. E isso está bem representado em cima realmente do que a torcida corinthiana gosta", continuou.

De forma impecável, o Timão venceu os oito jogos que disputou, marcou 26 gols e tomou apenas quatro. Esta foi a nona conquista alvinegra da Copa São Paulo de Futebol Júnior, único time do Brasil com esta marca no torneio.



























Campanha irretocável marca o nono título do Timão na Copinha
O Timão jrsconquistou o torneio de maneira invicta se sagrando eneacampeão da Copinha
13h30 25/01/2015 - Departamento de Formação de AtletasAgência Corinthians
© Rodrigo Coca/Agência CorinthiansAlém da Copinha, a equipe comandada por Osmar Loss conquistou o Brasileirão e o Paulista
Na manhã deste domingo (25), o Corinthians conquistou, pela nona vez, o título da Copa São Paulo de Futebol Junior, com campanha invicta. No total, foram oito jogos, oito vitórias, 26 gols marcados e apenas quatro sofridos.

O título é a “cereja do bolo” para o Timãozinho. A equipe dirigida por Osmar Loss conquistou dois títulos expressivos em 2014 - Campeonato Paulista e Campeonato Brasileiro sub-20 - e agora conquistou pela nona vez o título da Copinha, se tornando, cada vez mais, o maior campeão do torneio.



Confira a campanha do Timão, desde a primeira partida, até o jogo final:

Final
Corinthians 1 x 0 Botafogo-SP

Semifinal
Corinthians 3 x 0 5P

Quartas de final
Corinthians 4 x 2 São Caetano

Oitavas de final
Corinthians 2 x 0 Goiás

Segunda fase
Corinthians 5 x 1 Grêmio Prudente

Fase de grupos
Corinthians 4 x 0 Barueri

Corinthians 4 x 0 Rio Branco-AC

Corinthians 3 x 1 Guaicurus







25/01/2015 13h25min19)

Autor de gol do título do Corinthians, Maycon agradece a Deus

Em um espaço de tempo de cinco minutos, o garoto Maycon, de apenas 17 anos, salvou o Corinthians na defesa e anotou o gol do nono título do Timão na Copinha – contando com uma falha do goleiro Talles. Mesmo com tanta coisa para processar neste domingo, o volante manteve a voz firme e não tremeu diante dos microfones.

“Trabalhamos firme para isso, não tenho palavras. Infelizmente o resultado veio com um azar do meu companheiro de profissão (Talles), mas fui feliz por fazer o gol e dar o presente a essa torcida. Se querem saber, graças a Deus ele errou. Era um jogo difícil, a gente tinha que ter cautela porque o time do Botafogo é muito dinâmico, jogava por uma bola, mas graças a Deus tive a felicidade de decidir. Tenho que trabalhar firme para um dia chegar ao profissional e honrar essa camisa que me deu tudo”, declarou Maycon, com seriedade.


Sergio Barzaghi/Gazeta Press


Com apenas 17 anos, o volante Maycon foi o herói do nono título do Timão na Copinha



Mais emocionado do que o autor do gol, estava o camisa 10 do Timãozinho, Matheus Vargas. Referência da equipe no meio-campo, o jogador é um dos nomes cotados para o time profissional de Tite. “Meu coração está batendo forte pela Fiel toda, mas principalmente pela minha família, que sempre me apoiou. Não tenho mais o que dizer, é festa na favela!”, emocionou-se.

Com poucas palavras, o técnico Osmar Loss resumiu a própria emoção em uma palavra: sonho. “Eu vi o Internacional ser campeão quando era garoto, e por isso sempre sonhei em ganhar o título. Graças a Deus hoje pude realizar esse sonho, essa molecada está de parabéns”, afirmou o treinador, em sintonia com o lateral Léo Príncipe.

“É forte a emoção. Batalhamos o ano todo para isso, é um Campeonato que nos dá muita visibilidade. Time vencedor é time que aparece, e hoje apresentamos nosso cartão de visitas para o Tite no profissional. É sempre um sonho atuar com uma torcida dessas, e hoje pudemos dar esse presente para eles e realizar o nosso sonho também. O Corinthians é sinônimo de grandiosidade, e a atitude dessa torcida hoje não deixa dúvidas”, elogiou Léo.


Sergio Barzaghi/Gazeta Press


"Festa na favela", descreveu o camisa 10 Matheus Vargas, emocionado






ficha Técnica:Corinthians 1x0 botafogo
Local: Estádio do Pacaembu
Data: 25 de janeiro de 2015, domingo
Horário: 10h50 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Assistentes: Leandro Matos Feitosa e Fabrini Bevilaqua Costa
Renda: R$ 505.655,00
Público total: 36.083
Cartões amarelos: Alex (Botafogo-SP) e Daniel Oishi; Guilherme Arana e Léo Príncipe (Corinthians)

GOL DO CORINTHIANS: Maycon, aos 21 do segundo tempo

CORINTHIANS: Caíque França; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Rodrigo Sam e Guilherme Arana; Maycon, Marciel, Matheus Vargas (Pedro Henrique) e Marcinho (Lauder); Yan (PC) e Gabriel Vasconcelos Técnico: Osmar Loss


botafogo rp: Talles; Giovani (Carlos), João Neto, Caio Ruan e Mayc; Tulio (Daniel Oishi), João Vitor, Alex e Wesley; William (Erik) e Isaac Técnico: Rodrigo Fonseca











25/1/2015 13h47 -
Gobbi se despede com quinta taça em três anos na presideência do Corinthians: "Presente inenarrável"
Além do título da Copinha jrs neste domingo, presidente conquistou as taças do Paulista, Recopa, Libertadores da America e Mundial

Em três anos de mandato no Corinthians, Mário Gobbi viu o clube comemorar cinco títulos (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

A partir de fevereiro, Gobbi não vai mais participar da vida política do Corinthians. Em três anos de mandato na presidência do Timão, Mário Gobbi viu o clube conquistar cinco títulos: Paulistão, Recopa Sul-Americana, a tão sonhada Copa Libertadores, Mundial de Clubes e a Copa São Paulo de Juniores. Este último, conquistado neste domingo, 25 de janeiro, aniversário de 461 anos da capital paulista.

“É um presente inenarrável para mim, estou sem palavras. A comissão técnica, o Osmar Loss (técnico do time que disputou a Copinha), a diretoria... O Corinthians está de parabéns. Hoje temos a Arena Corinthians, mas o Pacaembu sempre teve e sempre terá a cara do Timão. Salve o Corinthians, o Campeão dos Campeões!”, declarou o mandatário alvinegro após o apito final, visivelmente emocionado.

Após empate no primeiro tempo da decisão, o Corinthians conquistou o título na etapa final com um único gol de Maycon, que contou com uma falha do goleiro Talles. Essa é a nona vez que o Timãozinho – como é conhecida a equipe de juniores do Alvinegro Paulista – leva a taça da Copinha. A primeira – e agora, última – da gestão Mário Gobbi, que se despede da Fiel torcida em um Pacaembu eufórico.
25/01/2015 13h09min )

Gobbi se despede do comando do Corinthians com 5ª taça em três anos: "Presente inenarrável"



A partir de fevereiro, Gobbi não vai mais participar da vida política do Corinthians. Em três anos de mandato na presidência do Timão, Mário Gobbi viu o clube conquistar cinco títulos: Paulistão, Recopa Sul-Americana, a tão sonhada Copa Libertadores, Mundial de Clubes e a Copa São Paulo de Juniores. Este último, conquistado neste domingo, 25 de janeiro, aniversário de 461 anos da capital paulista.

“É um presente inenarrável para mim, estou sem palavras. A comissão técnica, o Osmar Loss (técnico do time que disputou a Copinha), a diretoria... O Corinthians está de parabéns. Hoje temos a Arena Corinthians, mas o Pacaembu sempre teve e sempre terá a cara do Timão. Salve o Corinthians, o Campeão dos Campeões!”, declarou o mandatário alvinegro após o apito final, visivelmente emocionado.

Após empate no primeiro tempo da decisão, o Corinthians conquistou o título na etapa final com um único gol de Maycon, que contou com uma falha do goleiro Talles. Essa é a nona vez que o Timãozinho – como é conhecida a equipe de juniores do Alvinegro Paulista – leva a taça da Copinha. A primeira – e agora, última – da gestão Mário Gobbi, que se despede da Fiel torcida em um Pacaembu eufórico.


Fernando Dantas/Gazeta Press


Em três anos de mandato no Corinthians, Mário Gobbi viu o clube comemorar cinco títulos









Com 100% de aproveitamento, Timão supera Botafogo-SP e ganha nono título da Copinha
12h50 25/01/2015 - Departamento de Formação de AtletasAgência Corinthians
© Rodrigo Coca/Agência CorinthiansMaycon marcou o gol do título do Timão


Com 100% de aproveitamento, o Corinthians conquistou neste sábado (25), no Pacaembu, o nono título na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com gol de Maycon, o Alvinegro superou o Botafogo-SP na final.

Poucas chances de gol marcaram o primeiro tempo da final da Copinha no Pacaembu. Aos 16 minutos, Botafogo levou perigo ao gol do goleiro Caique França. Alex cobrou falta com perigo e acertou a trave do gol alvinegro.

A grande chance do Timão aconteceu perto do fim do primeiro tempo. Aos 44 minutos, Gabriel Vasconcelos cruzou para Yan, que de primeira, chutou rente à trave do gol do Botafogo-SP.

Segundo tempo

Ao contrário do que foi a primeira etapa, o Timão começou a partida criando chances de gol. Aos dois minutos, Yan arriscou da entrada da área, mas o goleiro do Botafogo-SP fez grande defesa.

O Corinthians continuava pressionando o Botafogo-SP. Aos 21 minutos, o Timão conseguiu abrir o placar no Pacaembu. Maycon arriscou de fora da área e contou com a falha do goleiro Talles para colocar o Alvinegro perto do título.

Com o gol, o Timão administrou o resultado e conquistou o nono título da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Ficha técnica:

Botafogo-SP 0 x 1 Corinthians
Final, Copa São Paulo de Futebol Júnior

Data: 25/01/2015
Local: Pacaembu
Cartões Amarelos: Guilherme Arana, Léo Príncipe (COR), Alex, Daniel Oishi, Erik (BOT)
Gols: Maycon

Corinthians: Caique França; Léo Príncipe, Rafael Augusto, Rodrigo Sam e Arana; Marciel, Maycon, Matheus Vargas (Pedro Henrique), Yan (PC) e Marcinho (Lauder); Gabriel Vasconcelos. Técnico: Osmar Loss.

Botafogo-SP: Talles, Giovani (Carlos), João Neto, Caio Ruan e Mayc; Tulio (Daniel Oishi), João Vitor, Alex e Wesley; William (Erik) e Isaac. Técnico: Rodrigo Fonseca.



CORINTHIANS ENEACAMPEÃO DA COPINHA JRS 1X0 botafogo Local: Pacaembu da fiel
Data: 25/01/2015
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Público pagante/Renda: 33.015 pagantes / R$ 580.655,00
Cartões Amarelos: Léo Príncipe (COR); Alex e Daniel Oshi (BOT)
GOLS: Maycon, 21'/2ºT (0-1)

CORINTHIANS ENEACAMPEÃO COPINHA JRS: 1-Caíque França, 2-Léo Príncipe, 13-Rafael Augusto, 4-Rodrigo Sam e 6-Guilherme Arana; 23-Maycon, 8-Marciel, 10-Matheus Vargas (3-Pedro Henrique, 44'/2ºT) e 7-Marcinho (21-Lauder, 29'/2ºT); 18-Yan (5-PC, 41'/2ºT) e 17-Gabriel Vasconcelos. Técnico: Osmar Loss.
também teve 12-Raphael e 22-Luan 14-Ruan;20-Lucas Balardin, 30-Marcio, 15-Murilo  11-Matheus Cassini,, 16-Rodrigo 29-Carlos, 25-Fabrício, 9-Gustavo Tocantins 
botafogorp: Talles; Giovani (Carlos, 20'/2ºT), Caio, João Neto e Mayc; Túlio (Daniel Oshi, 15'/2ºT), João Vitor, Alex e Wesley; William (Erik, 27'/2ºT) e Isaac. Técnico: Rodrigo Fonseca.









25/1/2015 13h07 - Timão vence sua nona Copinha,
 com tributo a Sócrates 
Corinthians comemorou nono título

Em cinco minutos, Maycon salvou o Corinthians em um lance incrível na defesa e anotou o gol do título (Reprodução)


O Campeão dos Campeões: neste domingo, aniversário de 461 anos da cidade, o Corinthians adicionou mais uma taça da Copa São Paulo de Juniores à sua galeria. O Timão derrotou o Botafogo-SP por 1 a 0 na grande decisão, realizada no Pacaembu, e conquistou o seu nono título do torneio de juniores – mantendo seu posto como a equipe que mais venceu a competição.
O gol da vitória do Timão foi marcado pelo meia Maycon, que contou com falha do goleiro Talles e fez a festa da fiel torcida no Pacaembu.

Mesmo com tributo ao Doutor, equipes se anulam na primeira etapa – Antes mesmo da bola rolar pela primeira vez, os 36.083 presentes do Pacaembu já foram tomados por um momento de emoção. Durante a execução do Hino Nacional, os 22 jogadores, perfilados, ergueram seus braços direitos em homenagem ao ex-jogador Sócrates, ídolo das duas equipes.

Após o apito inicial, o Corinthians tentou fazer valer seu favoritismo impondo pressão. A estratégia, entretanto, falhava no próprio nervosismo dos garotos. Aos cinco minutos, Yan fez uma bela jogada pela direita e cruzou rasteiro para a área, mas o chute de Gabriel Vasconcelos – artilheiro do Timão na Copinha com oito gols – foi bloqueado na mesma hora.

Na marca dos 15, Guilherme Arana derrubou Wesley na entrada da área, recebeu o amarelo e deu ao Botinha a chance abrir ao placar. O camisa 10 Alex assumiu a cobrança e, com categoria, acertou a trave esquerda de Caíque França, que já estava vencido no lance. No rebote, Tulio jogou por cima do gol.

Quando o relógio já marcava mais de 30 minutos, o Corinthians diminuiu sua intensidade, permitindo o crescimento do Botafogo-SP no jogo. Aos 44, finalmente o Timão voltou a levar perigo. Gabriel Vasconcelos avançou pela direita em velocidade e, no lançamento, encontrou Yan livre, de frente para o gol, mas o jogador tocou de primeira para fora, perdendo a chance de gol mais clara do time alvinegro nos 45 minutos iniciais.

Maycon decide, explode torcida e garante taça ao Corinthians – Em cinco minutos, o Corinthians levou mais perigo do que em toda a parte inicial do jogo. No primeiro lance, Yan avançou pela intermediária e arriscou o chute de fora da área, em direção ao ângulo direito do gol. Com igual categoria, o goleiro Talles fez a ponte para buscar a bola e espalmá-la para escanteio.

Três minutos depois, o artilheiro Gabriel Vasconcelos aproveitou bobeada da zaga do Botinha e se viu livre, frente a frente com o arqueiro botafoguense, mas o atacante exagerou na força ao tentar por cobertura, tocando por cima do gol.

O time de Ribeirão Preto, entretanto, não se intimidou: na sequência, em cobrança de escanteio, a bola bateu e rebateu na pequena área e parou em cima da linha do gol, caprichosamente esperando por um atacante tricolor para empurrar para a rede, mas quem apareceu foi Maycon, que afastou – devolvendo a respiração à torcida alvinegra.

Respiração que, aos 21 minutos, finalmente se transformou em festa e euforia. Chamando a responsabilidade, Maycon fez boa jogada pelo meio e arriscou o chute de fora da área. A bola foi fraca e a defesa parecia fácil, mas o goleiro Talles falhou e aceitou o gol corintiano no Pacaembu, que viu a fiel explodir nas arquibancadas.

Após o gol – e a falha do arqueiro que fazia bela campanha na competição –, o Botinha passou a demonstrar abatimento e nervosismo, errando passes simples e dando ao Timão o poder de controlar o jogo. Satisfeito com o placar conquistado, o Corinthians cozinhou a vitória e comemorou seu nono título da Copa São Paulo de Juniores. Mais do que nunca, o Campeão dos Campeões.



25/01/2015 12h48min11)

Timão campeão da sua nona Copinha com tributo a Sócrates e gol de Maycon,



Corinthians, O Campeão dos Campeões: neste domingo, aniversário de 461 anos da capital paulista, o Corinthians adicionou mais uma taça da Copa São Paulo de Juniores à sua galeria. O Timão derrotou o Botafogo-SP por 1 a 0 na grande decisão, realizada no Pacaembu, e conquistou o seu nono título do torneio de juniores – mantendo seu posto como a equipe que mais venceu a competição.
 O gol da vitória do Timão jrs foi marcado pelo meia Maycon, que contou com falha do goleiro Talles e fez a festa da fiel torcida no Pacaembu.

Mesmo com tributo ao Doutor, equipes se anulam na primeira etapa – Antes mesmo da bola rolar pela primeira vez, os 36.083 presentes do Pacaembu já foram tomados por um momento de emoção. Durante a execução do Hino Nacional, os 22 jogadores, perfilados, ergueram seus braços direitos em homenagem ao ex-jogador Sócrates, ídolo das duas equipes.


Sergio Barzaghi/Gazeta Press


A homenagem ao Doutor Sócrates durante o Hino Nacional emocionou as duas torcidas no Pacaembu



Após o apito inicial, o Corinthians tentou fazer valer seu favoritismo impondo pressão. A estratégia, entretanto, falhava no próprio nervosismo dos garotos. Aos cinco minutos, Yan fez uma bela jogada pela direita e cruzou rasteiro para a área, mas o chute de Gabriel Vasconcelos – artilheiro do Timão na Copinha com oito gols – foi bloqueado na mesma hora.

Na marca dos 15, Guilherme Arana derrubou Wesley na entrada da área, recebeu o amarelo e deu ao Botinha a chance abrir ao placar. O camisa 10 Alex assumiu a cobrança e, com categoria, acertou a trave esquerda de Caíque França, que já estava vencido no lance. No rebote, Tulio jogou por cima do gol.

Quando o relógio já marcava mais de 30 minutos, o Corinthians diminuiu sua intensidade, permitindo o crescimento do Botafogo-SP no jogo. Aos 44, finalmente o Timão voltou a levar perigo. Gabriel Vasconcelos avançou pela direita em velocidade e, no lançamento, encontrou Yan livre, de frente para o gol, mas o jogador tocou de primeira para fora, perdendo a chance de gol mais clara do time alvinegro nos 45 minutos iniciais.


Sergio Barzaghi/Gazeta Press


O primeiro tempo foi pautado pelo nervosismo das duas equipes, que ficaram na igualdade



Maycon decide, explode torcida e garante taça ao Corinthians – Em cinco minutos, o Corinthians levou mais perigo do que em toda a parte inicial do jogo. No primeiro lance, Yan avançou pela intermediária e arriscou o chute de fora da área, em direção ao ângulo direito do gol. Com igual categoria, o goleiro Talles fez a ponte para buscar a bola e espalmá-la para escanteio.

Três minutos depois, o artilheiro Gabriel Vasconcelos aproveitou bobeada da zaga do Botinha e se viu livre, frente a frente com o arqueiro botafoguense, mas o atacante exagerou na força ao tentar por cobertura, tocando por cima do gol.

O time de Ribeirão Preto, entretanto, não se intimidou: na sequência, em cobrança de escanteio, a bola bateu e rebateu na pequena área e parou em cima da linha do gol, caprichosamente esperando por um atacante tricolor para empurrar para a rede, mas quem apareceu foi Maycon, que afastou – devolvendo a respiração à torcida alvinegra.


Sergio Barzaghi/Gazeta Press


Em cinco minutos, Maycon salvou o Corinthians em um lance incrível na defesa e anotou o gol do título



Respiração que, aos 21 minutos, finalmente se transformou em festa e euforia. Chamando a responsabilidade, Maycon fez boa jogada pelo meio e arriscou o chute de fora da área. A bola foi fraca e a defesa parecia fácil, mas o goleiro Talles falhou e aceitou o gol corintiano no Pacaembu, que viu a fiel explodir nas arquibancadas.

Após o gol – e a falha do arqueiro que fazia bela campanha na competição –, o Botinha passou a demonstrar abatimento e nervosismo, errando passes simples e dando ao Timãozinho o poder de controlar o jogo. Satisfeito com o placar conquistado, o Corinthians cozinhou a vitória e comemorou seu nono título da Copa São Paulo de Juniores. Mais do que nunca, o Campeão dos Campeões.


Sergio Barzaghi/Gazeta Press


Visivelmente emocionados, os garotos do Timão ergueram a nona taça do clube na Copinha


























Recordista, Corinthians vence Botafogo-SP e chega ao seu nono título da Copinha

Publicado em 25/01/2015, 12:45 /Atualizado em 25/01/2015, 14:19Marcus Alves,


Maior vencedor da história da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Corinthians fez valer o seu favoritismo e faturou o seu nono título da competição neste domingo ao bater o Botafogo de Ribeirão Preto por 1 a 0, no Pacaembu. Pesadelo dos grandes, o clube do interior do estado já havia deixado Botafogo, Fluminense, Grêmio e Palmeiras para trás, mas não conseguiu repetir a façanha na decisão.

Um dos destaques de sua campanha, o goleiro Talles falhou em chute à distância de Maycon aos 21 minutos do segundo tempo e engoliu o frango que custou o resultado à surpresa do campeonato.




Herói do título corinthiano, Maycon agradece a Deus por falha do goleiro rival


'Cansado e doente', Gobbi desabafa após título: 'Ser ex-presidente é ficar no silêncio'


Técnico da base do Corinthians: 'Estamos em um patamar que dificilmente irão alcançar'


Após conquista da Copinha, jogadores do Corinthians pedem chance no profissional



Ao todo, 33.015 mil pessoas foram ao Pacaembu para conferir a final no 461º aniversário de São Paulo.

Ao lado de seu auxiliar Cleber Xavier, o técnico Tite acompanhou a partida direto do estádio.

A alta cúpula alvinegra também marcou presença em peso. O presidente Mario Gobbi, que se despede do cargo, o diretor de futebol Ronaldo Ximenes e o gerente de futebol Edu Gaspar prestigiaram a garotada corintiana.

Além deles, o volante Elias compareceu e tirou fotos com torcedores.

Antes do pontapé inicial, os jogadores dos dois times homenagearam o craque Sócrates, falecido no fim de 2011, erguendo o punho direito em referência à marca registrada do ‘Doutor' nas comemorações de seus gols. Ele surgiu no Botinha e acabou virando ídolo no Parque São Jorge.

Mesmo com imensa maioria corintiana na arquibancada, o Botafogo-SP não se acanhou e pressionou desde o primeiro minuto. A equipe assustou logo aos 16, em cobrança de falta do meia Alex que ficou na trave. Na sobra, Tulio Souza ainda desperdiçou boa oportunidade de marcar.


O Corinthians, por sua vez, tocava mais a bola, porém, sentia falta do meia Matheus Cassini, suspenso da decisão com segundo cartão amarelo. Somente no fim da etapa inicial, o time conseguiu, enfim, reagir e ameaçar o goleiro Talles. Primeiro, em cobrança de escanteio aos 39 minutos que foi parar nos pés do atacante Gabriel Vasconcelos após bate e rebate, mas ele finalizou fraco. Depois foi a vez de Yan, sozinho, mandar para fora excelente chance de abrir o placar.Os tricolores seguiram pressionando e levavam mais perigo no contra-ataque, sobretudo, com o centroavante Isaac Prado.

A equipe alvinegra voltou mais acesa do intervalo. Ela poderia ter se adiantado no marcador em vacilo da Maycon aos cinco minutos que Gabriel Vasconcelos completou por cima. A resposta botafoguense foi imediata: após escanteio, o goleiro Caíque desviou cabeceio, a bola bateu na trave e voltou livre para Isaac fazer. O camisa 1 corinthiano foi mais rápido e afastou mesmo no chão.

Os times se arriscaram mais no segundo tempo, porém, foi o Corinthians que teve a sua ousadia premiada. Em descida despretensiosa aos 21, Maycon soltou a bomba de longe e Talles ‘aceitou' em um frangaço.

A garotava alvinegra quase ampliou em seguida, mas ficou nisso.

A expectativa agora é de que pelo menos três atletas sejam promovidos por Tite para o elenco profissional corintiano. Entre os mais cotados, estão Marciel, Cassini e Gabriel Vasconcelos.

O Botafogo-SP, por outro lado, dificilmente segurará suas revelações. O goleador Isaac chama a atenção de diversos clubes da Série A e assinou acordo recente com o empresário Juan Figer. Outros estão ligados ao fundo de investimento BMG e também podem sair.







Corinthians vence o Botafogo-SP e conquista a Copinha pela nona vez

Com mais de 30 mil torcedores no Pacaembu, chute de canhota de Maycon e falha do goleiro Talles garantem mais um título da Copa São Paulo para o clube do Parque São Jorge

LANCEPRESS! - 25/01/2015 - 12:53

Maycon comemora único gol da decisão (Foto: Miguel Schincariol/LANCE!Press)

O Corinthians sofreu, mas venceu o Botafogo-SP e conquistou o título da Copa São Paulo de Futebol Junior pela nona vez em sua história. O gol salvador foi de Maycon, que chutou forte e contou com a "ajuda " do goleiro Talles para fazer o único gol da decisão, disputada no Estádio do Pacaembu neste domingo.

Assim como em 1983, ano em que fez sua melhor participação até então, o Botinha fica com o vice-campeonato. Já o Corinthians aumenta sua coleção de Copinhas e dispara ainda mais como o maior vencedor da competição.


Corinthians é eneacampeão da Copinha jrs

















Corinthians é eneacampeão da Copa São Paulo (Foto: Miguel Schincariol/ LANCE!Press)




O JOGO

O Corinthians começou a decisão com mais posse de bola, trocando passes no campo de ataque mas errando no momento de concluir as jogadas. Sem criar grandes oportunidades, mesmo com o apoio da torcida que lotou o Pacaembu, o Timão viu o Botafogo começar a sair para o jogo.

Aos 15 minutos, susto na torcida corintiana. Após falta de Guilherme Arana na entrada da área, o meia Alex cobrou com capricho e acertou a trave de Caíque França. No rebote, o artilheiro Isaac chutou por cima do gol, perdendo a primeira chance clara de abrir o placar.

Já no fim do primeiro tempo, o jogo ganhou movimentação e as duas equipes finalizaram bastante. O Corinthians desperdiçou a grande oportunidade de abrir o placar com o atacante Yan, que recebeu ótimo cruzamento de Gabriel Vasconcellos e, livre de marcação, chutou para fora.

Na etapa final, o jogo continuou equilibrado. O Corinthians assustou o Botafogo logo aos dois minutos, quando Yan chutou colocado no ângulo, obrigando Talles a fazer uma linda defesa.

Aos oito minutos, foi a vez do Botafogo chegar com muito perigo. Alex cobrou escanteio na área e, após jogador do clube do interior desviar de cabeça e acertar a trave, Caíque fez grande defesa com o pé direito em cima da linha.

Aos 21 minutos, Maycon chutou forte de canhota de fora da área e contou com a ajuda do goleiro Talles parar abrir o placar para o Timão e fazer o Pacaembu explodir. O goleiro do Botinha tentou segurar a bola, mas falhou feio na jogada.


Com a vantagem no placar, o Timão tocou bem a bola e esperou o tempo passar. A zaga se fechou bem, e o técnico Osmar Loss tirou o atacante Yan para colocar o volante PC e reforçar a marcação. O Botafogo ainda tentava, mas parava em Caíque, que fazia grandes defesas, quando conseguia vencer a marcação adversária. Após o apito final, festa foi dos mais de 30 mil corintianos que foram ao Pacaembu e viram os garotos conquistarem a Copa São Paulo pela nona vez na história do clube.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1x0 botafogo

Local: Pacaembu,
Data: 25/01/2015
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Público pagante/Renda: 33.015 pagantes / R$ 580.655,00
Cartões Amarelos: Léo Príncipe (COR); Alex e Daniel Oshi (BOT)

GOLS: Maycon, 21'/2ºT (0-1)


CORINTHIANS: Caíque França, Léo Príncipe, Rafael Augusto, Rodrigo Sam e Guilherme Arana; Maycon, Marciel, Matheus Vargas (Pedro Henrique, 44'/2ºT) e Marcinho (Lauder, 29'/2ºT); Yan (PC, 41'/2ºT) e Gabriel Vasconcelos. Técnico: Osmar Loss.

bot: Talles; Giovani (Carlos, 20'/2ºT), Caio, João Neto e Mayc; Túlio (Daniel Oshi, 15'/2ºT), João Vitor, Alex e Wesley; William (Erik, 27'/2ºT) e Isaac. Técnico: Rodrigo Fonseca.




















Corinthians vence o Botafogo e se sagra campeão pela nona vez
No Pacaembu, Corinthians bateu adversário por 1 a 0, com gol de Myacon
Publicado em 25 de janeiro de 2015, às 11h47 
O Pacaembu foi novamente palco de uma final e dessa vez entraram em campo Botafogo e Corinthians buscando o título da 46ª Copa São Paulo de Futebol Junior. Em pleno aniversário da cidade de São Paulo, que comemora 461 anos, os torcedores presentes no Pacaembu puderam acompanhar uma partida equilibrada vencida pelo Corinthians, por 1 a 0, e viram a equipe alvinegra sagrar-se campeã desta edição do torneio.

Em uma manhã bem ensolarada e com bom público no Pacaembu |, as duas equipes pareciam bem nervosas em campo e nos primeiros cinco minutos de partida a briga era boa no meio campo, só que o Corinthians levava vantagem com jogadas pelas laterais, chegando ao ataque mais vezes, porém sem eficiência.

O lateral direito Léo Príncipe arriscou um chute contra a meta botafoguense aos 10 minutos, mas bola saiu sem direção e não levou perigo ao goleiro Talles. Aos 14, Geovane recebeu falta e o zagueiro Guilherme Arana tomou o primeiro cartão amarelo do jogo. Na batida, Alex mandou a bola na trave e na sobra, sem goleiro, o volante Túlio mandou a bola por cima do gol de Caíque, que estava batido.

Enquanto as torcidas mostravam um belo espetáculo nas arquibancadas, o time do Corinthians tinha mais a posse de bola, mas o Botafogo era quem chegava com mais perigo ao gol. Após a parada técnica, aos 27 minutos do primeiro tempo, os times continuaram se estudando e na bagunça que houve na grande área botafoguense, a bola sobrou para Vasconcelos que bateu no canto e a bola chegou fácil nas mãos do goleiro Talles, que não teve problemas para efetuar a defesa aos 37 da primeira etapa. Logo na sequência, o jogador corintiano Guilherme Arana subiu ao ataque e mandou um chute perigoso, que acabou saindo por cima do gol adversário

Em uma das melhores chances, em contra-ataque do Corinthians, Yan recebeu o passe, mas se atrapalhou e perdeu a bola. Na sequência, Gabriel Vasconcelos lançou boa bola no pé de Yan novamente e o atacante Corintiano perdeu o gol cara a cara com o goleiro Talles, mandando a bola pelo canto direito do gol.

O Botafogo voltou ao ataque com Wesley que rolou para Isaac e mandou uma bomba obrigando o goleiro Caique fazer boa defesa aos 43. Nos minutos finais da primeira etapa o jogo começou a ferver, mas mesmo assim o primeiro tempo acabou empatado sem gols.

As equipes retornaram para o segundo tempo sem alterações e aos 2 minutos Yan mandou uma bomba colocada de fora da área e obrigou o goleiro Talles fazer grande defesa, evitando o que seria o primeiro gol do jogo. Após o lance, os torcedores do Corinthians presentes no Pacaembu começaram a apoiar ainda mais seu time. Aos 5, Gabriel Vasconcelos recebeu bola na grande área e ficou sozinho, cara a cara com o goleiro do Botafogo, só que acabou mandando por cobertura e a bola saiu pela linha de fundo, por cima do gol.

Em cobrança de escanteio de Alex, do Botafogo, a bola foi desviada na área e obrigou o goleiro do Corinthians fazer grande defesa, tirando a bola em cima da linha do gol, aos 8 minutos da segunda etapa. Com 20 minutos de jogo, os times continuaram brigado e ambos tinham boas chances de abrir. o placar. Aos 21, o jogador Maycon mandou uma bomba para o gol, Talles falhou ao não conseguir encaixar e a bola foi para o fundo das redes, abrindo o placar para a equipe corintiana.

Após marcar o gol a equipe do Coritnrhians começou a controlar o jogo e ficar mais com a posse de bola. Em falta aos 35 a favor do Corinthians, o jogador mandou uma bela bola e obrigou o goleiro Talles a fazer outra grande defesa. O time do Botafogo sentiu o gol, principalmente o goleiro Talles, que falhou no lance que culminou no tento alvinegro. O Botafogo voltou ao ataque e, após belo chute cruzado de Erick, Caique é obrigado fechar o gol do Corinthians e espalmar a bola para fora.

Com três minutos de acréscimo, o Botafogo foi com tudo para cima do adversário para tentar o gol de empate, mas quando o árbitro apitou o final do jogo os jogadores do Corinthians correram para comemorar o nono título da Copa São Paulo de Futebol, após uma partida bem disputado contra o Botafogo, na manhã deste domingo (25). 

Ficha Técnica

Botafogo 0x1 Corinthians

Local: estádio do Pacaembu
Data: domingo (25), às 10h50
Árbitro: Thiago Luis Scarascati;
Assistentes: Leandro Matos Feitosa e Fabrini Bevilaqua Costa;
Quarto árbitro: Alysson Fernandes Matias;
Cartões Amarelos: Guilherme Aranda (Corinthians), Alex (Botafogo), Léo Príncipe (Corinthians), Daniel (Botafogo), Erick (Botafogo)

Gol: Maycon (Aos 21, 2º tempo)

Botafogo: Talles, Giovani (Carlos), João Neto, Caio Ruan e Mayc; Tulio (Daniel), João Vitor, Alex e Wesley; William (Erik) e Isaac.
Técnico: Rodrigo Santana.

Corinthians: Caíque França, Léo Príncipe, Rafael Augusto, Rodrigo Sam e Guilherme Arana; Maycon, Marciel, Matheus Vargas (Pedro Henrique) e Marcinho; Yan (Paulo César) e Gabriel Vasconcelos. 
Técnico: Osmar Loss.

Público Pagante: 33.015
Público Total: 36.083
Renda: R$ 505.655,00








































- (25/01/2015 08h00min )

Tite pede paciência com o vaiado Lodeiro e diz também estar nervoso
Marcos Guedes

O Corinthians resistiu ao interesse demonstrado por outros clubes em Lodeiro por acreditar que o segundo ano do uruguaio em preto e branco seria melhor do que o primeiro. Titular nos três jogos da pré-temporada até aqui, o meia uruguaio pouco fez e ganhou vaias ao ser substituído no último sábado, na vitória sobre o Corinthian-Casuals.

Tite pediu paciência. “Não é só especificamente em relação ao Lodeiro o pedido que faço. Quando se passar por uma fase de adaptação, uma expectativa é criada, o atleta sente. Eu estou sentindo isso no meu retorno. Eu. Que tenho 52 anos. Estou sentindo a necessidade de retorno em cima do carinho que recebo”, afirmou o treinador.

“Imagine um jogador jovem, de 23 anos (25, na verdade), que ainda não está ambientando. Os jogadores da zona de criação vão errar mais, precisam do apoio do torcedor. Daqui a pouco, sem a paciência necessária, a gente perde a qualidade mais importante dele”, acrescentou.
Sergio Barzaghi/Gazeta Press


O técnico Tite espera que a Fiel empurre o meia Nicolás Lodeiro na direção de um melhor futebol


O gaúcho recordou outros momentos difíceis vividos no próprio Corinthians para reiterar o pedido de paciência. No entanto, como aconteceu na temporada passada – então com Mano Menezes apostando em seu futebol –, Lodeiro vem irritando os corintianos.



“Nos grandes momentos que o time viveu, teve o torcedor com ele. Foi paciente, soube estar junto. Em algum dia, o jogador vai estar mal. Em algum dia, a jogada não vai ser bem executada. E essa é uma característica predominante da torcida do Corinthians. Se não vier isso, ele vai sentir”, comentou Tite.

Complica a vida de Lodeiro o fato de os dois reservas de sua posição estarem bem. Danilo e Jadson têm entrado com boa participação nos amistosos, algo que se repetiu no sábado. O comandante quer passar confiança aos titulares, mas não nega estar atento àqueles que têm saído bem do banco.