29/09/2014

CORINTHIANS 29/09/2014.





Corinthians/UNIP, classificado em segundo, é superado pelo Guarapuava na Liga Futsal21h26 29/09/2014 - FutsalAgência Corinthians




© Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansSimi (11) fez seu sexto gol na Liga Futsal


Nesta segunda-feira (29), o Corinthians/UNIP perdeu para o Guarapuava por 2 a 1 na última rodada da Liga Futsal. O gol alvinegro foi marcado por Simi, o sexto do craque na competição. Mesmo com o resultado, o Timão encerra a primeira fase na segunda colocação, com 36 pontos conquistados.

O Alvinegro volta à quadra na próxima sexta-feira (03), diante do São José pela segunda fase da Liga Paulista, competição que defende o título.

A equipe adulta de futsal do Sport Club Corinthians Paulista é patrocinada por Betel, UNIP-Universidade Paulista e Colégio Amorim.



29/09/2014 18h56
Reservas do Timão fazem jogo-treino contra equipe sub-20
Suplentes trabalham com time de base no CT Joaquim Grava. Titulares fazem atividades regenerativas na academia


Por Rodrigo Faber


Romero em treino dos reservas do Corinthians contra o time sub-20 (Foto: Rodrigo Coca /Ag. Corinthians)

Os reservas do Corinthians disputaram um jogo-treino contra a equipe sub-20 do clube, que foi eliminada da Copa do Brasil da categoria pelo Atlético-PR na última semana. O desfalque foi o zagueiro Felipe, que sentiu dores na coxa, e apenas correu em volta do campo. Sob olhares de Mano Menezes, os jogadores encontraram dificuldades para superar os garotos: na parte que a imprensa acompanhou, 2 a 1 para os profissionais, com gols de Lodeiro e Romero.


O lateral-esquerdo Guilherme Arana acabou improvisado na zaga, por conta da ausência de Felipe. O Corinthians foi escalado da seguinte maneira: Walter (Danilo Fernandes); Ferrugem, Pedro Henrique, Guilherme Arana e Uendel; Guilherme Andrade, Lodeiro, Danilo e Jadson; Ángel Romero e Luciano.


Os titulares permaneceram apenas na academia, para trabalhos regenerativos. O único treino no qual a formação principal irá a campo será nesta terça-feira, véspera do jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG. O duelo está marcado para as 22h (horário de Brasília), na Arena em Itaquera.


Mano Menezes permitirá o acesso da imprensa somente às 16h40, mais de uma hora após o início do treinamento. Com o retorno de Ralf, Bruno Henrique deve deixar a equipe, enquanto Petros provavelmente será mantido no meio-campo. A provável escalação do Timão é a seguinte: Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros e Renato Augusto; Malcom e Paolo Guerrero.








PELA LIGA FUTSAL EM GUARAPUAVA CORINTHIANS 2X4

CORINTHIANS PEGARÃ NA PRÕXIMA FASE Grupo B - Corinthians, Marechal, Joinville e Floripa.





Líderes do elenco e presidente aparecem para defender Mano no Corinthians


Por iG  29/09/2014 18:42


Com técnico criticado após duas derrotas consecutivas, jogadores e dirigente resolveram "dar a cara para bater"


Três jogadores do Corinthians apareceram para conceder entrevista após o treino desta segunda-feira. Fábio Santos, Ralf e Renato Augusto defenderam o criticado técnico Mano Menezes, enquanto eram observados pelo presidente do clube, Mário Gobbi. Na sequência, foi a vez de o dirigente elogiar o trabalho do treinador, assegurar sua permanência até dezembro e apostar em títulos decorrentes desse trabalho na próxima temporada.


“É um momento importante, de derrotas, e seria muito covarde vir só um jogador tomar pancada. Conversamos entre a gente e achamos melhor assim. Estamos nós três, como poderiam estar o Gil, o Elias, o Paolo... O presidente está dando respaldo para a gente, e é importante a gente dar o respaldo para o treinador também. Como principal comandante, ele está maduro para suportar tudo, mas foi a intenção mostrar que estamos juntos, inclusive com o treinador”, afirmou Fábio Santos.SERGIO BARZAGHI / Gazeta Press
Ralf, Fábio Santos e Renato Augusto concedem entrevista coletiva após treino no CT do Corinthians

“Quando ganha, ganha todo o mundo. Quando perde, perde todo o mundo. Viemos os três por isso, para mostrar que está todo o mundo junto, que o Mano não vai estar sozinho. Desde o jogador que fica fora até o presidente, a gente vai até o final. Só quem pode mudar a situação somos nós. O trabalho vai continuar, e a união do grupo neste momento vai ser importante. As pessoas que podem mudar isso são as que vão entrar no campo”, acrescentou Renato Augusto.

No rodízio do microfone, Ralf foi o último a fazer sua defesa do comandante, cujo trabalho foi bastante questionado após uma semana decepcionante. Depois de vencer o rival São Paulo e encher o torcedor de ânimo, o Corinthians foi superado por Figueirense e Atlético-PR – times que entraram em campo perigosamente perto da zona de rebaixamento –, caindo para sétimo lugar no Campeonato Brasileiro.

“Aqui, o time toma duas, três porradas, e acham que é preciso ter uma mudança drástica. A gente não admite que só o Mano leve porrada. É simples querer julgar o treinador. Temos que dar a cara para bater também. A gente faz o melhor para buscar o rendimento e nem sempre acontece. Mas a gente que corre, a gente que está nas quatro linhas tem que mudar a situação”, comentou o capitão alvinegro.


Mário Gobbi acompanhou atentamente as declarações, abraçou cada um dos três atletas e tomou seu lugar à frente do microfone. A primeira pergunta feita a ele foi justamente sobre os nove meses de trabalho de Mano Menezes, e sua resposta teve impressionantes 18 minutos. Até a habilidade do paulistano para driblar o rodízio de veículos foi mencionada pelo dirigente em uma entrevista na qual reiterou sua discordância com o questionamento em torno do que vem fazendo o comandante técnico.

Em resumo, o presidente elogiou bastante a reformulação do elenco promovida por Mano após a saída de Tite e apostou em grandes resultados em 2015. Ele disse estar acompanhando o dia a dia do futebol, sem detectar qualquer tipo de problema e, mesmo jurando não ter desistido de erguer um troféu neste ano, previu um futuro próximo vitorioso. Com ou sem Mano, cujo contrato expira em dezembro. Gobbi terminará seu mandato em fevereiro. “Não estarei aqui no ano que vem, mas, com esse trabalho, vocês verão um time campeão.”




























29/09/2014 20h04min50)

Gobbidefende Mano no Corinthians
Marcos GuedesS

Em defesa de Mano Menezes em longa entrevista concedida na tarde de segunda-feira, Mário Gobbi comparou o momento atual da equipe com o Brasileiro de 2013.

“Já chegamos a um patamar alto. Fiz uma comparação com o ano passado, quando tínhamos uma equipe vencedora, campeã, uma seleção mesmo aqui. Na mesma rodada do Brasileiro, gastando os 70 milhões que gastamos para montar a equipe, estávamos com 34 pontos e em nono lugar”, afirmou.

“Neste ano, sempre estivemos no G-4. Saímos há duas rodadas e estamos só a três pontos do terceiro colocado. Além disso, estamos nas quartas de final da Copa do Brasil. No ano passado, saímos nas oitavas de final”, acrescentou o dirigente
Sergio Barzaghi/Gazeta Press


Mário Gobbi confia que a temporada do Corinthians terá "um final feliz" sob comando de Mano Menezes
Agora, segundo ele, não há esse problema ou “uma pedra no sapato a ser tirada”. O cartola disse que todos os clubes passaram por momentos difíceis na temporada, mencionando a recente pressão sobre o hoje vice-líder. Na defesa de Mano, ainda mencionou as “vitórias em todos os clássicos” e apontou que o time está sendo montado ao longo da temporada.

Em resumo, Mário Gobbi afastou qualquer possibilidade de trocar o comando técnico agora.

“Trocar de técnico a cada três meses.... não comigo. Com esse currículo de títulos, não vou voltar. O Corinthians tinha a tradição de ter cinco técnicos por ano. Não vou voltar a fazer isso, perdoe-me, prefiro sair. Isso é um desserviço ao Corinthians”, disse o dirigente, antes de finalmente lembrar que Tite foi campeão do mundo depois de ser muito questionado.

“Na única vez em que mantivemos dois técnicos em sete anos, alcançamos o mundo, o Japão e a Libertadores, que era o grande sonho”, começou, insistindo em ignorar Adilson quando lhe convinha. É uma fórmula que deu certo, de manter no momento difícil. Lembro que o Andrés sofreu para manter o Tite depois do Tolima. As mesmas pessoas que pediram ‘fora, Tite’ pediram ‘fica, Tite’. É chover no molhado, mas é preciso ter bom-senso”, concluiu.










No Corinthians, Mário Gobbi vê excelência em Mano e se defende: 'Não sou aventureiro'
Com lista dos títulos sob sua gestão, presidente do Corinthians 'assume a bronca', concede entrevista 'surpresa' no CT do Timão e sai em defesa do treinador alvinegro

Lucas Faraldo - 29/09/2014 - 18:47

Mário Gobbi, presidente do Corinthians, concede entrevista no CT (Foto: Lucas Faraldo)

Após a inédita atitude dos jogadores do Corinthians de se reunirem em um trio para defender o trabalho do técnico Mano Menezes, o presidente do clube, Mário Gobbi Filho, concedeu inesperada entrevista no CT Joaquim Grava, na tarde desta segunda-feira, para se defender das críticas que vem sofrendo de parte da torcida alvinegra. A saída do treinador, depois de duas derrotas consecutivas no Brasileirão, foi descartada pelo mandatário máximo do Timão, "marinheiro de muitas viagens".


– Não há problema (atualmente no Corinthians). Quero tranquilizar a torcida do Corinthians e dizer que aqui se trabalha muito sério, o ambiente é o melhor, o grupo é excelente, a comissão técnica também. Estamos trabalhando juntos com ele (Mano Menezes). Temos de aprimorar e melhorar. Os elementos que temos aqui nos bastam. Nós confiamos em todos eles e todos são competentes à altura do Corinthians. Vamos seguir com o trabalho e creio que tenho muita esperança, confiança e certeza que no final do ano teremos um final feliz – discursou o presidente.

– Quem está falando aqui não é um aventureiro, um marinheiro de primeira viagem. Fui três anos diretor de futebol e três anos sou presidente do Corinthians. Nesses três anos eu participei e fui vice-campeão da Copa do Brasil de 2008, peguei o time na Série B, fui campeão da Série B com 22 pontos de vantagem para o segundo, também tem Campeonato Paulista invicto de 2009, campeão da Copa do Brasil de 2009, campeão invicto da Libertadores, do Mundial e da Recopa. Você acha que se eu tivesse percebido algum problema aqui, eu não teria detectado? – acrescentou o mandatário, com auxílio de uma lista das conquistas impressa em uma folha de papel.

Os protestos – virtuais e presenciais – de torcedores do Corinthians contra a permanência de Mano Menezes foram minimizados por Mário Gobbi. O presidente usou o hoje segundo colocado do Brasileirão, Internacional, como exemplo. Vale lembrar que o Timão, então "na caça" ao líder Cruzeiro, hoje ocupa a sétima posição na classificação, a 13 pontos da Raposa.


– Há duas semanas a torcida do Inter pediu a saída do Abel Braga. Foram ao aeroporto e tudo o que vocês sabem que ocorre no futebol. E a diretoria do Inter acertadamente manteve o Abel e hoje o Inter é o segundo colocado do campeonato. Então o time oscila porque está sendo montado. Há quanto tempo o time do Cruzeiro está junto? Há dois anos e meio – argumentou o mandatário.

Questionado se ainda há esperanças de ultrapassar o Cruzeiro e conquistar, na atual temporada, o hexacampeonato brasileiro, Mário Gobbi não demonstrou dúvidas. A possibilidade de o título não vir, no entanto, "obriga" o Corinthians, na opinião do presidente, a assegurar ao menos uma vaga na Libertadores do ano que vem.

– Queremos ser campeões. Há 14 rodadas pela frente, enquanto a matemática permitir vamos buscar o titulo até o fim. Caso nao dê, a vaga na Libertadores é o compromisso mínimo nosso que eu tenho no clube de recolocar o Corinthians na Libertadores. Isso é um trabalho nosso – afirmou o presidente do Timão.

CONFIRA ABAIXO A ÍNTEGRA DA ENTREVISTA DE MÁRIO GOBBI NO CT JOAQUIM GRAVA


Acha correto manter Mano Menezes no comando técnico do Corinthians?


Durante o ano todo eu sempre deixei muito claro que seria um ano de reformulação e montagem de um novo grupo. Não se monta time em cinco meses. O futebol é imediatista, mas quem trabalha no futebol sabe perfeitamente que a história do Corinthians dos últimos sete anos mostra que você monta um grupo no mínimo em um ano. Você monta estrutura e no ano seguinte acrescenta detalhes que faltaram e aí passa a ter um time campeão. Foi dessa forma que o Corinthians ganhou todos os títulos que ganhou nos últimos sete anos. Também não foi demitindo treinador que o Corinthians chegou onde chegou. Em sete anos o Corinthians teve dois técnicos. Essa questão de troca de treinador ficou bem firmada quando nosso grupo assumiu o poder no Corinthians. Assim não fosse, o Tite não daria sequência aqui, porque sairia na época do Tolima.

Quais exemplos lhe inspiram a defender a manutenção de Mano Menezes?


Há duas semanas a torcida do Inter pediu a saída do Abel Braga. Foram ao aeroporto e tudo o que vocês sabem que ocorre no futebol. E a diretoria do Inter acertadamente manteve o Abel e hoje o Inter é o segundo colocado do campeonato. Então o time oscila porque está sendo montado. Há quanto tempo o time do Cruzeiro está junto? Há dois anos e meio. A diferença entre o Cruzeiro e o Corinthians é que o Cruzeiro tem um time montado em dois anos e meio. Nós, quando tínhamos esse time montado em dois anos e meio, ganhamos tudo. Temos de ter paciência nessa transição para o final não sair errado e você não colher os frutos da plantação que teria tudo para ser serena. O futebol requer tempo e a Seleção é a prova disso. Pegamos uma geração que tinha que ganhar sul-americana, Olimpíadas, pife-pafe, xadrez... E queria ganhar Copa do Mundo? Somos (brasileiros) realmente acima de todos... Errado está o futebol lá fora que veio aqui e deu show. Certo estamos nós. Não vamos retroagir o Corinthians atingiu patamar de time campeão do mundo dessa forma, e dessa forma vamos seguir, ainda que esse ano não ganhemos títulos. Mas pode ter certeza que no ano que vem, não estarei aqui, mas o time será campeão.


Quais as diferenças entre o Corinthians de 2014 e o de 2013?


Temos hoje um time forte, já chegamos a um patamar alto. Fiz uma comparação com o ano passado quando nós tínhamos uma equipe já vencedora, campeã, uma seleção mesmo aqui e na mesma rodada do Brasileiro do ano passado, onde gastamos para montar aquele time aquele ano de 2013 R$ 70 milhões de reais, nós estávamos com 34 pontos e em nono lugar e terminamos o campeonato a quatro pontos da zona do rebaixamento. Esse ano nós estávamos há duas rodadas no G4 e estamos só a três pontos do terceiro colocado. Além disso estamos nas quartas de final da Copa do Brasil e temos o Atlético-MG na quarta-feira sendo que no ano passado saímos nas oitavas de final * no Rio Grande do Sul. É difícil montar uma equipe nova com todo mundo jogando dia-a-dia quarta a domingo. Você tem de dar um crédito.

* Mário Gobbi errou. O Corinthians foi eliminado da Copa do Brasil do ano passado na fase quartas de final, diante do Grêmio, no Rio Grande do Sul.

Vê o grupo atual qualificado para brigar por títulos?


Não sou marinheiro de primeira viagem. Se eu detectasse aqui no Corinthians no departamento de futebol algum problema que tivesse causando estes altos e baixos do time, você não tenha a menor dúvida que eu já teria agido. O grupo é unido, é coeso, a qualidade técnica é excelente, a qualidade de caráter, de profissionalismo também. De igual forma tão competente é toda a comissão técnica. É que precisa ter um pouco menos de ansiedade, controlar um pouco isso, dar um pouco de tempo para que as coisas voltem a dar frutos. E voltarão. O Corinthians ganhou todos o clássicos no Brasileiro. Clássicos brasileiros, não somente paulistas. Exceto no Rio Grande do Sul contra o Grêmio no Maracanã contra o Flamengo. Todos os times que estão acima do Corinthians perderam para o Corinthians.

Acredita no título do Brasileirão ainda neste temporada?


Queremos ser campeões. Há 14 rodada pela frente, enquanto a matemática permitir vamos buscar o titulo até o fim. Caso nao dê, a vaga na Libertadores é o compromisso mínimo nosso que eu tenho no clube de recolocar o Corinthians na Libertadores. Isso é um trabalho nosso. E queria colocar que todos os clubes do campeonato passaram por momento assim. Todos os clubes. Não acho justo se fazer um terror. Nós estamos a três pontos do terceiro colocado do campeonato. Temos um grande time e uma comissão técnica que montou esse time.

Como vê a mudança de mentalidade da diretoria do Corinthians após o rebaixamento?


Criou-se uma cultura que nós encerramos com ela. Nessa gestão há sete anos não se troca treinador, exceto se o problema for o treinador. Quando você analisa o trabalho do treinador você tem que ver se ele é líder, chefe, comandante, se ele é pai, se ele tem o respeito do grupo, se sabe tática, técnica, se mexe no time. Não é porque perdeu do Figueirense e fez uma ou outra partida abaixo da média (que vai sair). Senão o trabalho não segue e você não consegue manter sequência. Se quiser voltar para o faz-me-rir, a cada três meses troca técnico, podemos voltar. Mas não comigo. Com esse currículo de títulos, não vou voltar. O Corinthians tinha tradição de ter cinco técnicos por ano. Não voltarei com isso. Isso é um desserviço ao Corinthians.


Como analisa sua trajetória no Corinthians?


Quem está falando aqui não é um aventureiro. Fui três anos diretor de futebol e três anos sou presidente do Corinthians. Nesses três anos eu participei e fui vice-campeão da Copa do Brasil de 2008, peguei o time na Série B, fui campeão da Série B com 22 pontos de vantagem para o segundo, também tem Campeonato Paulista invicto de 2009, campeão da Copa do Brasil de 2009, campeão invicto da Libertadores, do Mundial e da Recopa. Você acha que se eu tivesse percebido algum problema aqui, eu não teria detectado? Não há problema. Quero tranquilizar a torcida do Corinthians e dizer que aqui se trabalha muito sério, o ambiente é o melhor, o grupo é excelente, a comissão técnica também. Estamos trabalhando juntos com ele. Temos de aprimorar e melhorar. Os elementos que temos aqui nos bastam. Nós confiamos em todos eles e todos são competentes à altura do Corinthians. Vamos seguir com o trabalho e creio que tenho muita esperança, confiança e certeza que no final do ano teremos um final feliz.

Por que Mano Menezes tem contrato de apenas um ano, se a intenção do Corinthians é manter o treinador por mais tempo?

Porque desde 2008 nós só fazemos contrato de treinador por um ano. O Tite só fez por um ano, o Mano só fez por um ano e o Adílson só fez por um ano. No caso do Adílson teve problema insolúvel que não vem ao caso revelar aqui, e aí precisamos agir. E trocamos. Não é o caso de hoje.

O que achou da atitutide de Fábio Santos, Ralf e Renato Augusto, que concederam entrevista em apoio a Mano e cobraram a vaga à Libertadores de 2015?

Eles foram felizes e são pessoas que representam a expressão da qualidade do nosso grupo, intectual e pessoal. Aqui todos perdem, todos ganham. Não se acha Jesus Cristo aqui no Corinthians. Ontem quem perdeu do Atlético-PR foi diretoria, comissão técnica e jogadores. Quando ganha, ganhamos nós três juntos. Não consigo ver o Corinthians fora da Libertadores. Não quero ver. Meu compromisso é esse. O Corinthians teve prejuízo esse ano por ficar fora da Libertadores. Todos aqui sentiram sentiram na pele o que é ficar fora de uma Libertadores. Aqui se trabalha alucinadamente para se chegar a esse ponto. Então é claro que não quero pensar isso. Isso é uma derrota grande. Quero o Corinthians o ano que vem na Libertadores.

CORINTHIANS PARA QUARTA TERA VOLTA DO VOLANTE RALF, SEM TEMPO PARA TREINOS OU ALTERAR O TIME, TECNICO MANO DEVE ESCALAR A BASE QUE VEM SENDO USADA. CORINTHIANS DE QUARTA DEVE TER CASSIO, FAGNER, GIL, ANDERSON MARTINS E FABIO SANTOS, RALF, ELIAS, PETROS ERENATO AUGUSTO, MALCOM E GUERRERO





29/09/2014 18h35

Gobbi banca Mano, pede paciência, mas "exige" vaga ao Corinthians na Libertadores
Presidente se pronuncia após duas derrotas consecutivas do Corinthians, fala de reformulação e assegura técnico, mas diz que classificação "é o mínimo" para o ano


Por Rodrigo Faber

Mario Gobbi viu a entrevista de três jogadores e depois também concedeu coletiva (Foto: Rodrigo Faber)

O presidente Mário Gobbi decidiu dar uma resposta aos questionamentos feitos pela torcida do Corinthians pela instabilidade da equipe no Campeonato Brasileiro. Após duas derrotas consecutivas, com o Timão fora do G-4, o mandatário bancou Mano Menezes no cargo de técnico até o final do ano, voltou a pedir paciência à Fiel e disse que o elenco está em processo de montagem, mas com certeza colherá os frutos do próprio trabalho na próxima temporada. Segundo Gobbi, as críticas a ele são injustas, tendo em vista tudo o que ele fez em prol do clube do Parque São Jorge. O presidente, no entanto, classificou a vaga na Libertadores como obrigação.


Foram exatos 42 minutos na sala de coletivas do CT Joaquim Grava. Com anotações em mãos, o presidente repetiu diversas vezes o fato de estar no Corinthians há muito tempo e também os títulos conquistados em sua gestão. Para ele, as cobranças feitas até aqui são imediatistas e mostram que muitos torcedores se esquecem dos últimos anos vencedores do Corinthians, que saiu da Série B, em 2008, para conquistar o Mundial de Clubes, em 2012.

– É difícil montar uma equipe nova com todo mundo jogando, quarta e domingo. Você tem de dar o crédito. Não sou marinheiro de primeira viagem. Se eu detectasse, aqui no departamento de futebol, algum problema que estivesse causando esses altos e baixos você não tenha dúvida que eu já teria agido. O grupo é unido, coeso, a qualidade técnica é excelente. A qualidade de caráter e profissionalismo também. Tão competente também é toda a comissão técnica. Precisa ter um pouco menos de ansiedade, controlar isso. Dar um pouco de tempo para que as coisas voltem a dar frutos – analisou o presidente.


A vaga na Taça Libertadores da América é tratada como obrigação por Mário Gobbi. Ao longo da temporada, a diretoria já deixou claro ao técnico Mano Menezes e aos jogadores que disputar a principal competição continente em 2015 é o mínimo que o Timão pode fazer, levando em conta os prejuízos que o clube teve neste ano por não estar no torneio.


No momento, o Corinthians é o sétimo colocado do Brasileirão, com 40 pontos, e está nas quartas de final da Copa do Brasil. Faz o jogo de ida nesta quarta, às 22h (horário de Brasília), contra o Atlético-MG, na Arena em Itaquera.


Veja os principais assuntos abordados por Gobbi:


Montagem da equipe
Sempre deixei muito claro que seria um ano de reformulação e montagem de um novo grupo. Isso teve que ser feito no curso do campeonato paulista para frente. Não se monta time em cinco meses. O futebol é imediatista, mas quem trabalha no futebol sabe perfeitamente que a história do Corinthians nos últimos sete anos mostra que você monta um grupo no mínimo em um ano. Você monta uma estrutura, no ano seguinte acrescenta detalhes que faltaram e passa a ter um time campeão. Foi dessa forma que o Corinthians ganhou todos os títulos nos sete anos. Não foi demitindo treinador que o Corinthians chegou aonde chegou. Em sete anos foram dois técnicos. Essa questão de troca de treinador ficou bem firmada quando o nosso grupo assumiu o poder no Corinthians. Assim não fosse, o Tite não daria sequência na carreira dele porque sairia na época do Tolima. Há duas semanas, a torcida do Internacional pediu a saída do Abel. Foram ao aeroporto, tudo que vocês sabem o que ocorre no futebol. A diretoria do Inter acertadamente manteve o Abel, e hoje é o segundo colocado do campeonato.

Altos e baixos na temporada
O time oscila porque está sendo montado. É um time forte, já chegamos a um patamar alto. Eu fiz uma comparação com o ano passado, quando tínhamos uma equipe já vencedora e campeã. Uma seleção mesmo aqui. Na mesma rodada do Brasileiro do ano passado, onde gastamos, para montar aquele time, em 2013, 70 milhões, estávamos com 34 pontos e em nono lugar. Terminamos o campeonato a quatro pontos da zona de rebaixamento. Esse ano sempre estivemos no G-4, saímos há duas rodadas e estamos a só três pontos do terceiro colocado. Além disso, estamos nas quartas de final da Copa do Brasil. Temos o Atlético na quarta-feira. Sendo que no ano passado, saímos nas oitavas de final, no Rio Grande do Sul (Nota da redação: na verdade, o Corinthians caiu nas quartas de final, para o Grêmio) É difícil montar uma equipe nova com todo mundo jogando, quarta e domingo. Você tem de dar o crédito. Não sou marinheiro de primeira viagem. Se eu detectasse, aqui no departamento de futebol, algum problema que estivesse causando esses altos e baixos você não tenha dúvida que eu já teria agido. O grupo é unido, coeso, a qualidade técnica é excelente. A qualidade de caráter e profissionalismo também. Tão competente também é toda a comissão técnica. Precisa ter um pouco menos de ansiedade, controlar isso. Dar um pouco de tempo para que as coisas voltem a dar frutos. E voltarão.


Compromisso do Corinthians em 2014
O Corinthians ganhou todos os clássicos no Brasileiro. Clássicos brasileiros, não só paulistas. Perdeu para o Grêmio, mas jogou muito melhor e dominou o jogo. Todos os times acima do Corinthians perderam para o Corinthians. São nuances, detalhes, peculiaridades que ocorrem no futebol. O time está sendo formado, já existe uma estrutura pronta para colocar três ou quatro nomes no fim do ano e ter um time verdadeiramente campeão no ano que vem, não tenha dúvidas. Isso é trabalho e mérito da equipe técnica que o Corinthians tem. Claro que queremos ser campeões. Vamos buscar enquanto a matemática permitir. Caso não dê, a vaga na Libertadores é o compromisso mínimo, que tenho lá no clube e com todos aqui dentro. Temos de recolocar o Corinthians na Libertadores. É um trabalho nosso.


Quedas repentinas de técnicos
A seleção (brasileira) é a maior prova disso. Pegaram uma geração que tinha que ganhar Sul-Americana, Olimpíada, “pife-pafe”, xadrez e queria ganhar Copa do Mundo. Nós realmente somos muito bons. Certo estamos nós, que a cada três meses mudamos. Errado está o futebol de fora, que veio aqui e deu show. Ano que vem não estarei aqui, mas vocês verão um time campeão, com trabalho e estrutura de uma base. Assim que faremos ano a ano.


Críticas à presidência
No futebol só se olha o ponto. Perdeu do Atlético-PR, se esquece tudo o que ficou por trás. Eu vim aqui, assumi a reformulação e banquei. Porque gera esse desgaste, eu que não merecia passar isso, merecia respeito pelo que fiz no Corinthians nos últimos 12 anos, mas estou passando isso em benefício do Corinthians. E com caixa baixo. Chegou no Brasileiro, é esse time. E vai até 31 de dezembro. A comissão técnica, tudo. Foi por isso que a reformulação do Corinthians este ano foi feita no transcurso de um campeonato para outro. Quem vier terá o privilégio de ter uma base pronta, um grupo montado. Não que não precise de mais peças. Todo final de temporada se põe três, aumentando a qualidade técnica, e aí você vai montando um time campeão.


Planejamento
Se quiser voltar para o faz-me-rir, a cada três meses trocar técnico, podemos trocar. Não comigo. Com esse currículo de títulos, não vou voltar. O Corinthians tinha uma rotina de cinco técnicos por ano, e eu não vou fazer isso. É um desserviço. Na única vez em que mantivemos dois técnicos em sete anos, chegamos ao topo do mundo. Ao Japão. Eu lembro o que o Andrés sofreu para manter o Tite no Tolima. Todos que pediram “Fora, Tite” pediram “Fica Tite”. As pessoas têm de ter bom senso. Eu estou indo embora, mas tenho de passar essa cultura ao torcedor.



































29/09/2014 18h33

Jogadores do Timão pedem palavra, exaltam união e defendem Mano
Fábio Santos, Ralf e Renato Augusto tomam iniciativa e decidem dar entrevista após segunda derrota consecutiva para destacar "grupo fechado"


Por Rodrigo Faber

Ralf, Fábio Santos e Renato Augusto, em entrevista coletiva no CT do Corinthians (Foto: Rodrigo Faber/GloboEsporte.com)

Uma atitude inédita marcou o treino do Corinthians nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava. Após a derrota por 1 a 0 para o Atlético-PR, no domingo, o lateral Fábio Santos, o volante Ralf e o meio-campistaRenato Augusto pediram para dar entrevista coletiva juntos. Normalmente, apenas um atleta se pronuncia. O trio defendeu Mano Menezes, destacou a união do elenco alvinegro e assegurou: a equipe reagirá até o final do Campeonato Brasileiro para assegurar, no mínimo, uma vaga na Taça Libertadores da América. Na sequência, o presidente do clube, Mário Gobbi, também se manifestou a favor de Mano.


– Conversamos bastante, sabemos que o momento que passamos não é dos melhores, não só pelas derrotas, mas pelas vitórias dos times que estavam atrás da gente. É um momento importante, em que as lideranças, as referências têm de dar a cara para bater, mostrar que o grupo está fechado, está junto, querendo reverter essa situação. Pedimos o apoio do torcedor. Estamos tentando para que haja essa melhora e temos certeza. Essa é a intenção no momento, para que quarta-feira, numa competição diferente, possamos dar uma resposta positiva em casa – afirmou Fábio Santos.

Futebol, quando ganha, é todo mundo. Quando perde é todo mundo. A culpa não é só dele (Mano). Até porque vieram três pessoas aqui, para mostrar que está todo mundo junto

Renato Augusto

– Futebol, quando ganha, é todo mundo. Quando perde é todo mundo. A culpa não é só dele (Mano). Até porque vieram três pessoas aqui, para mostrar que está todo mundo junto. Que o Mano não estará sozinho. Desde o jogador que ficar fora até o presidente, vamos até o final. Essa situação só quem pode mudar somos nós. O trabalho vai continuar, a união do grupo vai ser importante – completou Renato Augusto.


Os titulares não trabalharam no campo nesta segunda: como é tradicional nos dias seguintes às partidas, permaneceram apenas na academia, para trabalhos regenerativos, enquanto os reservas disputaram um jogo-treino contra o time sub-20 do Corinthians. Os três jogadores falaram sob olhares do presidente Mário Gobbi, que também se pronunciou sobre a crise na sequência.


Enquanto Fábio Santos e Renato Augusto foram titulares na derrota para o Atlético-PR, segunda consecutiva no Campeonato Brasileiro, o volante Ralf sequer viajou a Curitiba. Estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mesmo assim, por ser o atual capitão e um dos maiores líderes do elenco, fez questão de dar entrevista e defender o técnico Mano Menezes.


– Sabemos que aqui você toma duas ou três porradas e já acham que a mudança drástica tem de ser do treinador. Aqui estamos no mesmo barco. Quando ganha, é todo mundo. Quando perde, é todo mundo. É simples questionar o trabalho do treinador, mas temos de dar a cara a bater. Ele quer colocar o melhor sempre, mas nem sempre acontece. Tem de haver cobrança interna entre nós, e não só do Mano. Estamos dentro das quatro linhas e temos de mudar a situação – analisou o volante.








Em atitude inédita, trio fala no CT do Corinthians e defende Mano Menezes
Ralf, Fábio Santos e Renato Augusto, três dos líderes do elenco alvinegro, resolveram conceder entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira para falar do  momento

LANCEPRESS! - 29/09/2014 - 18:11

Ralf, Fábio Santos e Renato Augusto concederam entrevista coletiva juntos (crédito: Lucas Faraldo)

Uma atitude inédita e inusitada. É assim que podem ser definidas as presenças de Ralf, Fábio Santos e Renato Augusto na sala de imprensa do CT do Corinthians na tarde desta segunda-feira. Os três jogadores resolveram conceder entrevista coletiva para comentar o mau momento da equipe no Brasileirão. Eles aproveitaram e saíram em defesa do técnico Mano Menezes, que está pressionado pelo futebol demonstrado pelo Timão na competição.

- A gente conversou bastante e sabemos que o momento não é o melhor, não apenas pelas derrotas, mas pelas vitórias dos times que estavam perto da gente. É o momento dessas lideranças (do elenco) darem a cara para bater e mostrar que o grupo está fechado e unido. Estamos trabalhando para que acontença uma melhora. Vamos mostrar essa união do grupo para darmos resposta positiva dentro de casa - afirmou o lateral-esquerdo, lembrando dos jogos contra Atlético-MG, pela Copa do Brasil, na quarta, e Sport, pelo BR-14, no sábado, ambos na Arena.
Para Renato Augusto, as cobranças sobre o treinador não são justas. É preciso dividir as responsabilidades, principalmente nos maus momentos.

- No futebol quando ganha, ganha todo mundo, quando perde, perde todo mundo. A culpa não é só dele. Até por isso vieram três pessoas aqui para mostrar isso. Está todo mundo junto. O Mano (Menezes) não vai estar sozinho e, desde o jogador que fica fora até o presidente, vamos até o final - afirmou o meia.

- Essa situação só quem pode mudar somos nós. O trabalho vai continuar, a união do grupo vai ser importante neste momento e se tem algumas pessoas que podem mudar isso são aquelas que vão entrar no campo junto do treinador. O presidente (Mário Gobbi) está passando resposta para gente, mostrando que está junto com a gente nesse barco. Não temos dúvidas de que vamos remar juntos e entrar no G4 novamente - completou o camisa 8.

Ralf afirmou que a cultura imediatista do futebol brasileiro é culpada pela pressão que está nos ombros de Mano Menezes no Parque São Jorge.

- Vejo mais na questão pela pressa. Aqui o treinador quando leva três porradas já deve sair. Mas não admitimos apenas o Mano levar porrada. Estamos aqui para dar a cara para bater junto dele. Ele quer fazer o melhor na sua escalação e nem sempre isso acontece. A gente sabe que Campeonato Brasileiro é difícil. Tem de haver cobrança interna entre nós, não é só culpa do Mano, quem corre dentro das quatro linhas somos nós - lembrou o camisa 5, que está no elenco desde 2010










REDES SOCIAIS

Página do Timão no Youtube chega a 13 milhões de visualizações
15h10 29/09/2014 - Redes SociaisAgência Corinthians




© DivulgaçãoPágina do Timão no Youtube chega a 13 milhões de visualizações


Após atingir a marca de página com maior número de fãs no Facebook (9.520.000) entre todas as esportivas do Brasil, o Timão alcançou uma nova marca: 13 milhões de visualizações em sua página no Youtube.

Com essa marca, a página do Corinthians está entre os 25 canais de clubes com mais visualizações. O Timão tem cerca de 120 mil inscrições no Youtube, mais de dois milhões de seguidores no Twitter além de ter mais de 100 mil seguidores no Instagram.

Entre os clubes de futebol, o Timão é o maior das Américas e o 15º no mundo. Atrás do Timão está o Flamengo, com cerca de 410 mil fãs a menos.

Não viu ainda a página do Timão no Youtube?Clique aqui e veja.
























CULTURAL


Ausência de visita monitorada neste domingo

14h10 29/09/2014 - CulturalAgência Corinthians






Por conta das eleições, não haverá abertura do memorial e nem visita monitorada no clube neste domingo (05).

O Memorial do Corinthians fica aberto de terça a sábado, das 10h às 17h, e aos domingos, das 10h às 16h. De terça à sexta, o ingresso custa R$ 8, com meia entrada a R$ 4. Aos sábados, domingos e feriados, R$ 10 (meia a R$ 5). Estudantes, aposentados e pessoas acima de 65 anos com documento em mãos pagam meia. Crianças com até cinco anos e sócios em dia têm acesso gratuito.












F-TRUCK



Guaporé recebe Fórmula Truck pela 18ª vez para antepenúltima corrida de 2014


14h 29/09/2014 - F-TruckAgência Corinthians




© Orlei SilvaRoberval Andrade e Danilo Dirani estarão na disputa


A torcida do Rio Grande do Sul voltará a acompanhar de perto a disputa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck na oitava e antepenúltima etapa. O Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro, na cidade de Guaporé, receberá a categoria pela 18ª vez sob a perspectiva de reunir público de mais de 45 mil torcedores. Cumprindo em 2014 sua 19ª temporada de existência, a Fórmula Truck só não teve etapa no circuito da Serra Gaúcha em 2007.

Na disputa, estão os dois pilotos da equipe do Corinthians. São eles: Roberval Andrade e Danilo Dirani. Andrade, inclusive, já venceu em Guaporé. A vitória no Rio Grande do Sul foi conquistada em 2002.

A Fórmula Truck observa um contexto histórico a cada edição do evento. Foi na pista de Guaporé que aconteceu a primeira corrida oficial válida pelo Campeonato Brasileiro, em 1996. A pole-position e a vitória foram conquistadas por Renato Martins, então pilotando um caminhão Scania da equipe Marfran. O piloto voltaria a vencer a etapa em 2006, quando já pilotava um caminhão da Volkswagen. Nos dois anos, Martins conquistou o título.

Das 17 provas já realizadas em Guaporé, nove encaminharam os pilotos vencedores ao título. Além de Martins nos anos de seus dois títulos, também foram campeões depois da vitória na pista gaúcha Osvaldo Drugovich Júnior (1998) e Roberval Andrade (2002), ambos com Scania; Jorge Fleck (1999 e 2000), com Volvo; Wellington Cirino (2005) e Leandro Totti (2012), nos dois casos com Mercedes-Benz; e Felipe Giaffone (2009), com Volkswagen.

Fleck venceu a etapa em 2001, com Volvo. A marca havia conquistado a vitória em 1997 com Djalma Fogaça, que voltaria a vencer em 2003, com Ford. Cirino, de Mercedes-Benz, também venceu em 2004. Beto Monteiro conquistou em Guaporé, em 2008, sua única vitória pela Scania. Giaffone ganhou em 2012 com Volkswagen, marca que Valmir Benavides levou à vitória em 2011. No ano passado a vitória foi de Régis Boessio, com Mercedes-Benz.

Três pilotos que já conquistaram vitórias em Guaporé seguem na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. A liderança é de Totti, que conduziu o Volkswagen-MAN da RM Competições a seis vitórias em 2014 e soma 183 pontos. Giaffone, seu companheiro de equipe, foi ao pódio nas seis últimas corridas com um MAN e é vice-líder, com 123. Cirino, com o Mercedes-Benz da ABF-Santos, está em terceiro na tabela, somando 104.













NOTÍCIAS > SOCIAL


Venha curtir o "Meu Malvado Favorito" da Mickeylândia no Parque São Jorge

17h30 26/09/2014 - SocialAgência Corinthians




© DivulgaçãoRony Gomes participará do evento de Dia das Crianças


No próximo dia 12 de outubro, o Corinthians realizará no Parque São Jorge o Dia das Crianças, no período das 10h às 14h. O evento contará com a participação do skatista alvinegro Rony Gomes.

O evento ocorrerá no Mini Ginásio do clube, com um pocket show da animação “Meu Malvado Favorito”, distribuição de doces, atividades recreativas e brinquedos infláveis. Não perca a oportunidade e traga sua criança para se divertir com a gente.

Confira a programação completa:
10h – Recebendo os amigos
11h – Pocket Show “Meu Malvado Favorito”
12h – Hora da brincadeira
12h30 – Despedida dos amigos


























MARKETING
Corinthians entra para o seleto grupo de clubes escolhidos pela família Simpsons
15h11 29/09/2014 - MarketingAgência Corinthians


DivulgaçãoMais uma família faz parte do Bando de Loucos


O Sport Club Corinthians Paulista agora tem mais uma família que faz parte do Bando de Loucos. Em uma ação inédita no futebol brasileiro, o Timão oficializa a parceria com a 20th Century Fox International nesta segunda-feira (29) e se torna o quinto clube do mundo a ter os Simpsons entre os seus torcedores ilustres.

Além do Corinthians, os Simpsons já adotaram Barcelona (ESP), Boca Juniors (ARG), Chelsea (ING) e Zenit (RUS). O Timão, no entanto, sairá na frente dos quatro clubes já que será o primeiro a licenciar produtos com os personagens que fazem sucesso há mais de 25 anos em todo o planeta, como Homer e Bart.

“A grande vantagem deste acordo é que além de gerar uma nova receita para o clube, nos coloca em evidência em esfera mundial contribuindo para o posicionamento de internacionalização da marca Corinthians. Preparamos uma série de ativações para o lançamento deste acordo que permearão todos os canais de comunicação que temos com nosso torcedor, seja no estádio, seja na internet”, comentou Alexandre Ferreira, Gerente de Marketing do Corinthians.

“As ações que planejamos colocar em prática para este lançamento ocorrerão no ambiente digital através da personalização dos nossos canais (site oficial, Facebook, etc) com o tema ‘Simpsons’, envelopamento do ônibus que transporta a equipe profissional, caracterização na camisa oficial de jogo, presença do personagem Homer fardado de corinthiano na Arena, entre muitas outras”, completou Alexandre.

Além de ser inédito, o acordo entre Corinthians e a FOX International é exclusivo no Brasil. A ativação da parceria será iniciada nesta terça com o envelopamento do site oficial (www.corinthians.com.br) e de duas redes sociais do Timão (www.facebook.com/Corinthianse www.twitter.com/Corinthians).

O mix de produtos que estará à disposição dos torcedores corinthianos já a partir desta semana no site www.shoptimao.com.br e na rede de lojas Poderoso Timão apresentará inicialmente:

- Taças, canecas, copos, avental para churrasco, kits churrasqueiro e kit caipirinha (licenciado: Artebel Artigos de Presentes Eireli);
- Cadernos (licenciado: Tilibra);
- Confecção Adulto e Infantil (licenciado: SPR);
- Pratos, chapéus, toalhas, sacos plásticos, guardanapos, balões, velas, convites, adesivos (fita), faixa de feliz aniversário, balde de pipoca, enfeite de mesa, carrossel, caixa para cupcake, caixa surpresa para lembrancinhas, totem decorativo, bandejas, piruliteiro, babado decorativo de papel crepom, decoração de centro de mesa, porta cupcake, balde para pipoca em papel, baleiro, máscaras, kits decorativos em papel e em isopor (licenciado: Festcolor Artigos de Festas S/A);
- Mochilas, mochilas com rodas, estojos, lancheiras e sacolas (licenciado: PCF Global Importação, Exportação e Comércio Ltda.);
- Canecas de cerâmica, porta lata, squeeze, porta cerveja, shakeira, tigela, copos, engradado (caixa de armazenamento), sanduicheira, estojo multiuso, pote pipoca, mini box, organizadores e potes (licenciamento: Plasútil Indústria e Comércio de Plásticos LTDA);






F-TRUCK
Guaporé recebe Fórmula Truck pela 18ª vez para antepenúltima corrida de 201414h 29/09/2014 - F-TruckAgência Corinthians




© Orlei SilvaRoberval Andrade e Danilo Dirani estarão na disputa


A torcida do Rio Grande do Sul voltará a acompanhar de perto a disputa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck na oitava e antepenúltima etapa. O Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro, na cidade de Guaporé, receberá a categoria pela 18ª vez sob a perspectiva de reunir público de mais de 45 mil torcedores. Cumprindo em 2014 sua 19ª temporada de existência, a Fórmula Truck só não teve etapa no circuito da Serra Gaúcha em 2007.

Na disputa, estão os dois pilotos da equipe do Corinthians. São eles: Roberval Andrade e Danilo Dirani. Andrade, inclusive, já venceu em Guaporé. A vitória no Rio Grande do Sul foi conquistada em 2002.

A Fórmula Truck observa um contexto histórico a cada edição do evento. Foi na pista de Guaporé que aconteceu a primeira corrida oficial válida pelo Campeonato Brasileiro, em 1996. A pole-position e a vitória foram conquistadas por Renato Martins, então pilotando um caminhão Scania da equipe Marfran. O piloto voltaria a vencer a etapa em 2006, quando já pilotava um caminhão da Volkswagen. Nos dois anos, Martins conquistou o título.

Das 17 provas já realizadas em Guaporé, nove encaminharam os pilotos vencedores ao título. Além de Martins nos anos de seus dois títulos, também foram campeões depois da vitória na pista gaúcha Osvaldo Drugovich Júnior (1998) e Roberval Andrade (2002), ambos com Scania; Jorge Fleck (1999 e 2000), com Volvo; Wellington Cirino (2005) e Leandro Totti (2012), nos dois casos com Mercedes-Benz; e Felipe Giaffone (2009), com Volkswagen.

Fleck venceu a etapa em 2001, com Volvo. A marca havia conquistado a vitória em 1997 com Djalma Fogaça, que voltaria a vencer em 2003, com Ford. Cirino, de Mercedes-Benz, também venceu em 2004. Beto Monteiro conquistou em Guaporé, em 2008, sua única vitória pela Scania. Giaffone ganhou em 2012 com Volkswagen, marca que Valmir Benavides levou à vitória em 2011. No ano passado a vitória foi de Régis Boessio, com Mercedes-Benz.

Três pilotos que já conquistaram vitórias em Guaporé seguem na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck. A liderança é de Totti, que conduziu o Volkswagen-MAN da RM Competições a seis vitórias em 2014 e soma 183 pontos. Giaffone, seu companheiro de equipe, foi ao pódio nas seis últimas corridas com um MAN e é vice-líder, com 123. Cirino, com o Mercedes-Benz da ABF-Santos, está em terceiro na tabela, somando 104.






























Jornal do Corinthians – 49ª edição está disponível13h58 29/09/2014 - InstitucionalAgência Corinthians




© Divulgação
O jornal do Corinthians tem periodicidade quinzenal


O Jornal do Corinthians, que teve a sua 49ª edição distribuída no último final de semana (27 e 28), já está disponível também na internet. Na publicação, todos os mais de 30 milhões de locopositivos podem ter acesso à publicação, que no formato impresso teve a distribuição realizada exclusivamente no Parque São Jorge.

O Jornal do Corinthians, que traz as novidades do clube, tem periodicidade quinzenal.
Clique aqui e confira o jornal na íntegra.



 29/09/2014 09h46

Com incerteza sobre Guerrero, Timão busca Leandro, da Chapecoense
Diretoria já teve primeiro contato com o jogador, que vem sendo observado desde o primeiro semestre. Renovação do peruano segue sem novidades


Por Carlos Augusto Ferrari e Rodrigo Faber



O Corinthians já começou sua caça por reforços para a próxima temporada. Depois de vender Romarinho para o El Jaish, do Catar, e ainda com incerteza sobre a permanência de
Paolo Guerrero, cujo contrato vai até julho de 2015, o Timão negocia a contratação de Leandro, destaque da Chapecoense no Campeonato Brasileiro
Os primeiros contatos com o jogador foram feitos há pouco menos de duas semanas, quando ele foi procurado por dirigentes do Corinthians no vestiário da Arena Corinthians no dia 18 de setembro, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Leandro, de 23 anos e 1,90m, vem sendo observado pelos alvinegros desde o primeiro semestre. Ele disputou o Campeonato Paulista pela Portuguesa e chamou a atenção de Mano Menezes por poder atuar como centroavante e também pelos lados do campo, característica que não se enquadra a nenhum dos nomes à disposição para o setor ofensivo no momento.

O Corinthians quer contratar o jogador por empréstimo e espera conseguir o acerto antes do fim do Brasileiro para iniciar 2015 com o elenco praticamente pronto. Nas últimas semanas, o gerente Edu Gaspar e o coordenador técnico Alessandro
alinharam o planejamento para a próxima temporada
, levando em conta as datas Fifa, que podem tirar jogadores estrangeiros da equipe, e as atuais necessidades da equipe.
Vinculado ao paranaense Cianorte, Leandro é natural de Araçatuba (SP) e acumulou passagens por times do interior, como Ferroviária, Mogi Mirim e Capivariano. Ele também jogou no Icasa (CE). No momento, Mano Menezes conta com somente quatro atacantes no elenco: Guerrero, Romero, Luciano e Malcom.


A renovação de contrato do peruano ainda é uma incógnita. A intenção da diretoria é fechar com o camisa 9 até dezembro de 2016, mas o desejo do jogador em retornar ao futebol europeu em algum momento da carreira pode pesar nas negociações. Guerrero já deixou claro que não sairia do Corinthians para jogar em outro clube sul-americano, mas admitiu que cogita voltar à Europa. Ele atuou nos alemães Bayern de Munique e Hamburgo entre 2002 e 2012.










Reta final de mandato de Gobbi no Corinthians é marcada por pressões
Críticas da torcida, pedido de demissão de Mano, cobrança de mudança na diretoria e discussões com aliados políticos têm atrapalhado os últimos passos do presidenteBruno Andrade - 29/09/2014 - 13:05

Mandato presidencial de Mário Gobbi vai acabar oficialmente em fevereiro de 2015 (Foto: Reginaldo Castro/ LANCE!Press)

Os últimos meses de Mário Gobbi Filho na presidência do Corinthians estão cada vez mais conturbados. O presidente alvinegro, cujo mandato se encerra em fevereiro de 2015 - data da próxima eleição, tem sofrido pressões de vários tipos e lados. Assim como o antecessor Andrés Sanchez, ele poderá se licenciar do cargo já em dezembro para amenizar as críticas.

A principal cobrança em cima de Gobbi envolve o baixo rendimento do time dentro de campo. O trabalho de Mano Menezes é contestado por membros da diretoria e, principalmente, do Conselho. Muitos querem a demissão do treinador, que tem contrato até o fim do ano. O presidente ouve as críticas, mas, apoiado pelo diretor de futebol Ronaldo Ximenes, não pretende realizar uma mudança no comando técnico da equipe.

A possível candidatura presidencial do diretor social Ilmar Schiavenato também se tornou uma dor de cabeça para Mário Gobbi. Os situacionistas querem o afastamento imediato de Ilmar, que, segundo eles, virou um opositor dentro da própria diretoria. O presidente, por sua vez, não se posicionou sobre o assunto. Roberto de Andrade, ex-diretor de futebol e provável candidato à presidência do lado da situação, é um dos principais críticos da permanência do diretor.

E a pressão política não para por aí. Na última semana, Alexandre Husni, presidente do CORI (Conselho de Orientação), discutiu duramente com Mário Gobbi no Parque São Jorge. Husni teria cobrado algumas informações do presidente para serem debatidos na reunião desta segunda-feira, fato que estremeceu a relação. Eles são antigos aliados nos bastidores do clube.

Em meio à pressão política e os resultados ruins do time, a Camisa 12, uma das maiores torcidas organizados clubes, protestou na porta do CT Joaquim Grava na última sexta-feira. Mano Menezes e Mário Gobbi foram os principais alvos da revolta dos torcedores, que exibiram algumas faixas: "Presidente omisso" e "Técnico medíocre".

Apoiado por Andrés Sanchez na chapa "Renovação e Transparência", Mário Gobbi Filho assumiu a presidência do Corinthians em fevereiro de 2012. No mandato dele, o Timão conquistou quatro títulos: Libertadores da America(2012), Mundial (2012), Paulistão (2013) e Sul-Americana (2013).






Corinthians x Atl-MG: demais ingressos à venda nas bilheterias
Os setores Norte, Sul e Leste Inferior foram esgotados pelos sócios-torcedores. Restam bilhetes dos setores Leste Superior (R$ 150), Oeste (R$ 200) e Oeste VIP (R$ 350)

LANCEPRESS! - 29/09/2014 - 10:01

Arena Corinthians será palco do jogo contra o Galo, nesta quarta-feira (Foto: Felipe Bolguese)

Nesta quarta-feira, a partir das 22h, Corinthians e Atlético-MG se enfrentam pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil. A venda de ingressos nas bilheterias continua nesta segunda-feira, a partir das 10h, nos tradicionais pontos de venda.

Os setores Norte, Sul e Leste Inferior foram esgotados pelos sócios-torcedores, por meio da internet. A troca dos vouchers por ingressos para os torcedores que compraram pelo site www.fieltorcedor.com.br/ingressos também acontece a partir desta segunda.




HORÁRIO DA VENDA:
10h às 17h

SETORES AINDA DISPONÍVEIS:
Leste superior: R$ 150 (R$ 75, a meia)
Oeste: R$ 200 (R$ 100)
Oeste VIP: R$ 350 (R$ 175)*


*Incluso serviço de buffet
**Por questão de segurança, a venda de ingressos à torcida visitante será definida na reunião preparatória do evento, que acontecerá nesta segunda-feira, no 2º BPM.

POSTOS DE VENDA:

Parque São Jorge;

Lojas Poderoso Timão:

Shopping Santana Parque:
Rua Conselheiro Moreira de Barros, 2780, loja 3062.

Pinheiros:
R. Teodoro Sampaio 2133 – Pinheiros

São Mateus:
Av. Mateo Bei 2029 - São Mateus

Rua Augusta:
Rua Augusta, 1948 - Cerqueira César

TEM DIREITO À CATEGORIA MEIA-ENTRADA:
Estudantes:
Lei nº 13.933, de 26/12/2013
§2o.: ... mediante a apresentação, no momento da aquisição do ingresso e na portaria do local de realização do evento, da Carteira de Identificação Estudantil (CIE), emitida pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), pelas entidades estaduais e municipais filiadas àquelas, pelos Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs) e pelos Centros e Diretórios Acadêmicos, com prazo de validade renovável a cada ano, conforme modelo único nacionalmente padronizado e publicamente disponibilizado pelas entidades nacionais antes referidas e pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), com certificação digital deste...
§ 6o A Carteira de Identificação Estudantil (CIE) será válida da data de sua expedição até o dia 31 de março do ano subsequente.
Idosos maiores de sessenta (60) anos:
Lei nº 13.933, de 26/12/2013
Apresentar RG Original
Professores do Estado e dos Municípios Paulistas
Lei 14729/12
Apresentar Carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação do Estado  e o comprovante de pagamento mensal (holerith) do mês vigente.
Diretores, Coordenadores pedagógicos, Supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas da rede pública estadual e municipal de ensino.
Lei 15298/14
Apresentar Carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação do Estado e o comprovante de pagamento mensal (holerith) do mês vigente.
Não dão direito à compra de ingressos na categoria meia entrada:
Aposentadorias
Conselhos de classe tais como OAB, CRC ou CREA










Pressionado, Mano avisa: 'Se eu não acreditasse não ficaria'
Treinador do Corinthians rechaça permanência no cargo diante do resultado obtido na Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, a partir desta quarta

LANCEPRESS! - 29/09/2014 - 08:01 
 

A pressão sobre Mano Menezes aumentou durante a última semana, como Corinthians indo para setimo

Mesmo assim, o treinador não acredita que o resultado do duelo Corinthians x Atlético Mineiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil, possam definir seu futuro no Parque São Jorge - primeiro duelo acontecerá nesta quarta-feira, às 22h, na Arena Corinthians



- Sinceramente não estou pensando nisso. Acho que todas as equipes passaram por essas dificuldades que estamos passando no Campeonato Brasileiro. Quem tem calma e cabeça no lugar se recupera, passa a dificuldade do momento e cresce logo na frente. É o que temos de fazer nessa hora. Sabendo que as equipes abriram três pontos da gente. Temos de voltar a pontuar diante do Sport para começar a recuperar essa situação - afirmou o treinador, ainda no vestiário da Arena da Baixada.

Questionado se ainda poderia mexer com os jogadores em busca de uma recuperação, o comandante do Timão respondeu:

- Se eu não acreditasse nisso, eu certamente não ficaria como treinador, porque tenho responsabilidades - garantiu.

Na sequência, Mano Menezes falou sobre a pressão que é exercida sobre os treinadores no futebol brasileiro após uma sequência ruim de resultados.

- A pressão existe em todos os clubes. Quando você não vence no clube grande, não fica no lugar onde acha que deve estar, nenhum técnico fica confortável, porque a gente não gosta de perder. Os atletas também não estão confortáveis. Isso exige mudança de atitudes nossas. Não adianta ir para a casa chorar, não adianta reclamar da vida, de desfalque, da seleção, de ninguém. Temos de resolver nossos problemas, como temos capacidade de fazer. Falar pouco e deixar quem tem de falar, falar bastante - lembrou o treinador, deixando no ar a necessidade de a diretoria se pronunciar sobre o assunto.

Ciente de que a pressão dos torcedores aumentará com o revés em Curitiba, Mano Menezes pediu apoio da Fiel na próxima quarta-feira, contra o Atlético Mineiro, na Arena Corinthians.

- O torcedor sabe que é peça importante. As dificuldades que estamos enfrentando fora de casa é porque o fator campo no futebol brasileiro influencia bastante. Queremos dar a ele uma atuação na quarta-feira como tivemos contra o São Paulo. Aí ele crê que a equipe pode continuar na Copa do Brasil. É assim que queremos ser e temos condição de ser - finalizou.









29/09/2014, às 06:53
Corinthians negocia com atacante Leandro, destaque da Chapeocoense
Leandro vem se destacando na Chapecoense e despertou interesse do Timão
 
or Fernando Cavalcanti
Após mais uma derrota no Campeonato Brasileiro e mais uma partida sem marcar gols, a diretoria do Corinthians planeja reforçar o ataque alvinegro. O atacante Leandro, que defende a Chapecoense interessa ao Timão e ambas partes já negociam um possível transferência, porém somente para 2015.


Leandro, de 23 anos, vem sendo observado de perto pelo gerente de futebol, Edu Gaspar e o primeiro contato com o atleta foi realizado no empate entre o Corinthians e a Chapecoense por 1 a 1, há duas semanas. O atacante gosta de atuar mais centralizado e seria um jogador para ser reserva de Paolo Guerrero, que atualmente não tem um substituto com as mesmas características.

Outro motivo para que o TImão corra atrás de um camisa 9 é que o contrato do peruano se encerra em julho de 2015 e até agora as conversas não evoluiram muito para a renovação. Além da Chape, Leandro defendeu as cores da Portuguesa no Paulistão. Antes, ele teve passagens pelo interior paulista onde vestiu as camisas de Ferroviária, Mogi Mirim e Capivariano.









Timão pensa a longo prazo, e jogo de ida contra o Atlético-MG vira "final"

Em 29 de setembro de 2014 as 09h46


Corinthians vê concorrentes abrirem vantagem na disputa pelo G-4 do Campeonato Brasileiro. Quartas de final da Copa do Brasil ganham importância ainda maior
Fonte: GloboEsporte.com
 O saldo da última semana não foi nada positivo para o Corinthians no Campeonato Brasileiro. Derrotado por Figueirense e Atlético-PR, que vinham de sequências negativas no torneio, o Timão viu seus concorrentes diretos na briga pelo G-4 vencerem na rodada e abrirem vantagem na disputa. Por isso, o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, na próxima quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), na Arena Corinthians, ganhou importância ainda maior para a equipe.


Construir um resultado que dê tranquilidade para a partida de volta, marcada para o dia 15 de outubro, é fundamental para o Corinthians, que será atrapalhado pela data Fifa e não terá os selecionáveis Gil, Elias, Lodeiro e Guerrero no confronto no Mineirão. Se no Brasileirão a luta por uma vaga na Taça Libertadores da América parece cada vez mais complicada, na Copa do Brasil o Timão ainda depende somente das próprias forças para avançar.


A preocupação da diretoria aumenta a cada resultado negativo. Desde o início da temporada, assegurar um lugar na Libertadores de 2015 é considerado obrigação pelos dirigentes. A briga pelo título brasileiro já é dada como perdida. Assim, a confiança é de que a equipe pode fazer valer a força da torcida na Arena Corinthians para avançar e tentar levantar a taça da Copa do Brasil - competição que Mano conquistou pelo Timão em 2009.


Apesar da situação complicada, o técnico ainda se nega a priorizar uma só competição. De acordo com ele, apesar das duas derrotas consecutivas no Brasileirão, ainda é possível dar a volta por cima e, confiando em resultados negativos dos concorrentes, entrar no G-4 - onde o Corinthians permaneceu entre a 8ª e a 23ª rodada, sem sair em nenhum momento.


- Vamos tentar fazer um jogo (contra o Atlético-MG) que nos dê condições. Não existe a necessidade de priorizar. Temos condições de fazer um Campeonato Brasileiro bom, capaz de nos dar uma boa colocação, onde estávamos até agora. Momentaneamente não estamos porque não estamos pontuando no aproveitamento que precisamos - afirmou o treinador, após a derrota para o Atlético-PR.


As convocações atrapalharão o Corinthians também no Campeonato Brasileiro. A equipe terá dois jogos fora de casa na sequência em outubro sem os atletas citados: pega Cruzeiro, no dia 8, e o Botafogo, em Manaus, no dia 11.
























NOTÍCIAS > FUTSAL
Pela Liga Futsal, Timão, classificado, visita o Guarapuava na última rodada da primeira fase
10h 29/09/2014 - FutsalAgência Corinthians




© Rodrigo Coca/Ag. CorinthiansTimão está garantido na segunda colocação ao fim da primeira fase


O Corinthians/UNIP tem nesta segunda-feira (29), o último desafio pela primeira fase da Liga Futsal. Às 19h15, o Timão encara o Guarapuava, no Joaquinzão.

O Alvinegro já tem a segunda posição ao fim da primeira fase garantida. Com 36 pontos em 17 jogos, não será mais alcançado por Orlândia e Blumenau, terceiro e quarto colocados respectivamente, além de não poder mais atingir a pontuação do líder Jaraguá.

O Timão não poderá contar com Bruno e Douglinhas, que cumprirão suspensão por conta do terceiro cartão amarelo. Os dois fizeram deixaram seus gols na vitória sobre o líder da competição, na última segunda-feira (22).

A equipe adulta de futsal do Sport Club Corinthians Paulista é patrocinada por Betel, UNIP-Universidade Paulista e Colégio Amorim.








Corinthians tem retrspecto de classificação sobre adversário de quarta pela Copa do Brasil
12h 29/09/2014 - FutebolAgência Corinthians




© Rodrigo Coca/Ag. CorinthiansTimão enfrenta o Atlético-MG nesta quarta-feira (1)


O Corinthians enfrenta o Atlético-MG pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, na Arena Corinthians, nesta quarta-feira (01), às 22h. Este não será o primeiro duelo do Timão contra eles Corinthians e Atlético-MG, que se cruzarão nas quartas de final de 2014, já se enfrentaram em um confronto mata-mata na Copa do Brasil. Foi pelas oitavas de final de 1997, e o Timão conquistou a classificação. A primeira partida, realizada no estádio do Morumbi, acabou com vitória alvinegra por 1 a 0, com gol de Souza. Na volta, no Mineirão, o clube do Parque São Jorge arrancou um empate por 1 a 1, com gol de Donizete.








NOTÍCIAS > FUTSAL

Pela Liga Futsal, Timão visita o Guarapuava na última rodada da primeira fase
10h 29/09/2014 - FutsalAgência Corinthians




© Rodrigo Coca/Ag. CorinthiansTimão está garantido na segunda colocação ao fim da primeira fase


O Corinthians/UNIP tem nesta segunda-feira (29), o último desafio pela primeira fase da Liga Futsal. Às 19h15, o Timão encara o Guarapuava, no Joaquinzão.

O Alvinegro já tem a segunda posição ao fim da primeira fase garantida. Com 36 pontos em 17 jogos, não será mais alcançado por Orlândia e Blumenau, terceiro e quarto colocados respectivamente, além de não poder mais atingir a pontuação do líder Jaraguá.

O Timão não poderá contar com Bruno e Douglinhas, que cumprirão suspensão por conta do terceiro cartão amarelo. Os dois fizeram deixaram seus gols na vitória sobre o líder da competição, na última segunda-feira (22).

A equipe adulta de futsal do Sport Club Corinthians Paulista é patrocinada por Betel, UNIP-Universidade Paulista e Colégio Amorim.










NOTÍCIAS > SOCIAL
Associados e torcedores têm opção virtual para localizar documentos perdidos no Parque e na Arena Corinthians

09h 29/09/2014 - SocialAgência Corinthians






Sócios e visitantes do Parque São Jorge e torcedores que vão aos jogos do Timão na Arena Corinthians podem contar com uma ferramenta para encontrar documentos perdidos.

Pelo site www.euperdieuachei.com.br qualquer pessoa pode cadastrar documentos perdidos na sede social do clube ou na nova casa alvinegra para que os donos consigam encontrá-los. É uma ferramenta simples e gratuita de ajuda mútua.

Para maior facilidade dos associados, os documentos entregues ao departamento de sede e campo do Parque São Jorge também serão cadastrados na página.









29/09/2014 - 08h21

Pressionado, Mano avisa: 'Se eu não acreditasse não ficaria'

A pressão sobre Mano Menezes aumentou durante a última semana, quando o Corinthians foi a Florianópolis e Curitiba e perdeu, respectivamente, de Figueirense e Atlético, deixando o G4 do Brasileirão e caindo para a sétima posição da competição nacional.

Mesmo assim, o treinador não acredita que o resultado do duelo com o Atlético Mineiro, pelas quartas de final da Copa do Brasil, possam definir seu futuro no Parque São Jorge - primeiro duelo acontecerá nesta quarta-feira, às 22h, em Itaquera.

- Sinceramente não estou pensando nisso. Acho que todas as equipes passaram por essas dificuldades que estamos passando no Campeonato Brasileiro. Quem tem calma e cabeça no lugar se recupera, passa a dificuldade do momento e cresce logo na frente. É o que temos de fazer nessa hora. Sabendo que as equipes abriram três pontos da gente. Temos de voltar a pontuar diante do Sport para começar a recuperar essa situação - afirmou o treinador, ainda no vestiário.

Questionado se ainda poderia mexer com os jogadores em busca de uma recuperação, o comandante do Timão respondeu:

- Se eu não acreditasse nisso, eu certamente não ficaria como treinador, porque tenho responsabilidades - garantiu.


Na sequência, Mano Menezes falou sobre a pressão que é exercida sobre os treinadores no futebol brasileiro após uma sequência ruim de resultados.

- A pressão existe em todos os clubes. Quando você não vence no clube grande, não fica no lugar onde acha que deve estar, nenhum técnico fica confortável, porque a gente não gosta de perder. Os atletas também não estão confortáveis. Isso exige mudança de atitudes nossas. Não adianta ir para a casa chorar, não adianta reclamar da vida, de desfalque, da seleção, de ninguém. Temos de resolver nossos problemas, como temos capacidade de fazer. Falar pouco e deixar quem tem de falar, falar bastante - lembrou o treinador, deixando no ar a necessidade de a diretoria se pronunciar sobre o assunto.
Ciente de que a pressão dos torcedores aumentará com o revés em Curitiba, Mano Menezes pediu apoio da Fiel na próxima quarta-feira, contra o Atlético Mineiro, na Arena Corinthians.

- O torcedor sabe que é peça importante. As dificuldades que estamos enfrentando fora de casa é porque o fator campo no futebol brasileiro influencia bastante. Queremos dar a ele uma atuação na quarta-feira como tivemos contra o São Paulo. Aí ele crê que a equipe pode continuar na Copa do Brasil. É assim que queremos ser e temos condição de ser - finalizou.











- (29/09/2014 08h05min )

Guerrero deve ser liberado de segundo amistoso do Peru e ficar a disposição do Corinthians

O técnico Mano Menezes está próximo de receber ao menos uma boa notícia. A Federação Peruana de Futebol (FPF) deverá liberar o centroavante Paolo Guerrero do amistoso de sua seleção contra a Guatemala, em 14 de outubro, em Lima.

Dessa forma, Guerrero só desfalcaria o Corinthians contra Cruzeiro e Botafogo pelo Campeonato Brasileiro. Mano passaria a contar com o centroavante diante do Atlético-MG, no duelo decisivo das quartas de final da Copa do Brasil, no Independência.

A informação da liberação de Guerrero foi publicada inicialmente no jornal El Bocón, que definiu o gesto como um “ato de boa-fé” do técnico uruguaio Pablo Bengoechea. O mesmo diário comemorou o fato de o centroavante se mostrar animado para enfrentar o Chile, apesar de o Corinthians ter solicitado a sua dispensa.

Divulgação/Agência Corinthians


Guerrero Corinthians (foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Na última convocação da seleção peruana, o Corinthians já havia entrado em atrito com a FPF por desejar a liberação de Guerrero. O próprio centroavante fez coro com o clube, afirmando que os compromissos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil eram mais relevantes no momento, porém se retratou em seu país.

Guerrero é considerado peça fundamental para o Peru e para o Corinthians. Mano, contudo, tem tentado evitar valorizar excessivamente o desfalque. O técnico não quis chiar das ausências iminentes dos jogadores convocados por seus países.

“Sempre respeito muito quem está no grupo. Nunca me apeguei a desfalques para justificar isso ou aquilo. Não devemos procurar uma bengala para nos apoiar. Com qualquer formação, a gente deve conseguir fazer jogos que nos possibilitem ter um melhor resultado”, declarou Mano.

Além ficar sem Guerrero, o treinador novamente ficará sem o zagueiro Gil e o meio-campista Elias, que defenderão o Brasil contra Argentina e Japão, e o armador Lodeiro, a serviço do Uruguai diante de Arábia Saudita e Omã. Até a noite de sábado, o departamento de comunicação do Corinthians ainda desconhecia a notícia da liberação de Guerrero do amistoso entre Peru e Guatemala.










Homer Simpson é Corinthians! Clube fecha parceria com personagem
ESPN.COM.BR

Homer Simpson fechou parceria com time alvinegro do Parque São Jorge

O Corinthians ganhou mais um torcedor ilustre: Homer Simpson. O famoso personagem, junto a todos os outros da famosa série americana, serão anunciados nesta segunda-feira como os mais novos representantes do clube pelo mundo.


A agremiação fechou acordo com a distribuidora 20th Century Fox e poderá explorar a marca de Os Simpsons daqui em diante. O gerente de marketing do clube, Alexandre Ferreira, confirmou a informação aoESPN.com.br neste domingo.

Com isso, o Corinthians possue contrato de licenciamento com a rede americana, uma iniciativa dos criadores da série para celebrar o 25º aniversário do desenho animado.

Pelo acordo firmado, o Corinthians poderá comercializar produtos com os personagens da série Os Simpsons em suas lojas oficiais. O clube deve divulgar um release nesta segunda-feira com maiores detalhes sobre a negociação, que vinha desde o ano passado.

A parceria da Fox com os clubes de futebol visa promover o famoso seriado, que completa 25 anos em 2014. Os Simpsons é considerada uma das séries de maior sucesso da televisão em todos os tempos e entrou neste domingo em sua 26ª temporada. Desde sua estreia, em dezembro de 1989, já foram exibidos quase 600 episódios, sendo o principal deles com desenho da Arena Corinthians episódio sobre a Copa do Mundo FIFA no Brasil